fbpx
Ir para o conteúdo
Dieta Emagrecer

Você sabia que o adoçante pode ser perigoso?

Leitura: 4 min
852 visualizações

O mundo das dietas e dos regimes guarda mais segredos do que imagina nossa vã filosofia. Que o dia o adoçante, aquele substituto do açúcar para o qual todos os paladares se voltam indiscriminadamente quando é preciso emagrecer ou manter o peso, mesmo que seja por conta de algum problema, como a diabetes. Vários estudos ao redor do mundo estão questionando os benefícios do produto que, segundo os especialistas, só deve ser adotado sob orientação de um médico ou nutricionista. Menos mal para quem tem plano de saúde, que dispõe desses profissionais com fartura em suas redes credenciadas e podem fazer um acompanhamento completo – e sem sustos. Mas vamos ver o que dizem as pesquisas?

Produto deve ser usado sob orientação médica

As pesquisas têm apontado resultados bem interessantes sobre o adoçante que, aqui no Brasil, tem vários tipos autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa. Só que, vamos ser sinceros, ninguém lê o rótulo do adoçante, mas está lá e de forma bem clara: o produto deve ser consumido preferencialmente por quem está sob orientação do nutricionista ou médico.

A ideia, é claro, é estabelecer a quantidade diária segura para cada pessoa e evitar alguns efeitos cujas razões estão sendo investigadas pelas pesquisas, como, por exemplo, o porquê de alguns deles aumentarem a vontade de o indivíduo comer doces depois de ingeridos e se eles realmente alteram a flora intestinal.

O adoçante que você usa é dietético ou à base de sacarose?

Vilão ou mocinho, a verdade é que a maioria das pessoas sequer sabe que, de acordo com a Anvisa, existem dois tipos do produto: o adoçante e o adoçante dietético. Os dietéticos, por exemplo, adoçam, mas não levam sacarose na sua composição, produzidos especialmente para os diabéticos, que não podem ter carboidratos simples na sua dieta. Eles são feitos com base nos edulcorantes, substâncias químicas que adoçam ainda mais que o próprio açúcar. Já todos os demais (os não dietéticos) têm justamente na sacarose (açúcar de cana) seu principal elemento.

De forma geral, esse cálculo é feito utilizando o peso da pessoa monos 25% = número de gotas. No total são mais de 20 composições diferentes de adoçantes, como os de sacarosa, aspartame, acesulfame-k, neotame, sacarina, stevia, ciclamato, alitame, sucralose e até de lactose, mais utilizado em preparações homeopáticas, entre muitos outros.

Descubra o melhor para você com o nutricionista do plano de saúde

O ideal é que um médico ou nutricionista indique o mais adequado para o seu caso. Uma vez consumidos de forma consciente, respeitando a dose diária recomendada, eles não fazem mal. Por isso é tão importante usar o produto sob orientação do nutricionista do seu plano de saúde, porque ele deverá calcular a dose exata para você.

Com um plano de saúde você tem acesso aos melhores especialistas, tornando muito mais fácil não apenas a sua orientação em relação ao plano alimentar e o uso do adoçante, mas também para diagnosticar, monitorar e tratar qualquer efeito que o uso prolongado possa ter causado em seu organismo.

Faça agora mesmo um plano de saúde individual e evite problemas atuais e futuros. Em poucos minutos você escolhe um plano que tem tudo a ver com as suas necessidades e que se encaixa no seu orçamento. Veja as operadoras que atuam na sua região, escolha um plano e faça um orçamento online sem compromisso. Nunca foi tão fácil cuidar da sua saúde!

Bruno
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Bruno Avelino

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: