fbpx
Ir para o conteúdo
Planos de Saúde

Você já ouviu falar sobre o plano de saúde popular? Saiba tudo sobre essa nova proposta do Ministério da Saúde

Leitura: 3 min
330 visualizações

Do sucateamento da saúde pública surge uma nova proposta do Ministério da Saúde: a criação do chamado plano de saúde popular. O que a princípio pode parecer uma boa notícia na verdade está causando muita polêmica, por um lado pelo fato de o governo estar se envolvendo na criação de uma assistência particular quando deveria defender a saúde pública, por outro pela maior facilidade de acesso para a população mais carente. Na verdade, a proposta do Ministério da Saúde é que o plano de saúde popular gradualmente substitua o Sistema Único de Saúde (SUS). Veja como é a proposta.

Proposta deve ser levada à ANS em outubro

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, criou um grupo de trabalho encarregado de elaborar a proposta do plano de saúde popular que deverá ser entregue à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) no início de outubro. De acordo com o Ministério, este novo modelo teria mensalidades mais baixas, mas também uma cobertura menor do que a definida como mínima obrigatória pela ANS, reguladora do setor. A ideia do ministro seria desafogar as filas do SUS.

O grupo de trabalho – formado por representantes da ANS, no Ministério da Saúde e da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSEG) – está finalizando a formação de uma proposta de planos que tenham a possibilidade de internação hospitalar, porém com menor oferta de serviços. O grupo está realizando estudos de impacto financeiro para a viabilização da proposta, mas alguns setores já se posicionaram contra, como o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abaco), e o Proteste, que é contrário à formação do grupo de trabalho sem representantes dos usuários dos planos de saúde.

A criação dos planos de saúde populares ou acessíveis, como já estão sendo chamados, no entanto, não interfere no funcionamento dos planos de saúde atuais ou na relação dos beneficiários com os mesmos, eles apenas funcionariam como uma espécie de alternativa ao SUS, com a prestação de serviços bastante reduzida. A ideia é que o que não estiver na cobertura definida, continue sendo buscado na rede pública.

Número de usuários dos planos de saúde volta a crescer

De acordo com o último boletim da ANS, o número de usuários dos planos de saúde voltou a crescer em agosto. No total há hoje no país 48.347.967 beneficiários dos planos médicos hospitalares (contabilizando um aumento de 32.148 em relação a julho) e 22.287.604 de planos exclusivamente odontológicos (aumento de 243.221 em relação ao mês anterior). Os planos de assistência médica empresarias também tiveram aumento no período, passando de 32.015.245 para 32.100.247 em agosto. A pesquisa levou em consideração todos os 823 planos de saúde regulados pela ANS.

Já fez seu plano de saúde? Contrate um agora mesmo sem precisar sair de casa: faça uma simulação online e converse com um dos nossos vendedores especializados, em poucos minutos você terá a segurança que você merece!

Entenda qual é o melhor plano de saúde para você (e para o seu bolso!)Powered by Rock Convert
Plano
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Plano de Saúde

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: