fbpx
Ir para o conteúdo
Emagrecer Para Mães e Filhos

Tudo sobre obesidade e sedentarismo infantil

Leitura: 5 min
1101 visualizações

Seu filho ou filha é daquele tipo que não é muito chegado aos esportes e gasta horas na frente do computador ou da TV? Adora ver um filme petiscando um biscoitinho básico e tem sempre uma balinha na mochila? Bem, pode na hora de você começar a deixar de achar isso normal e incentivá-lo a praticar atividades físicas – mesmo que essa não seja também a sua praia. Desde cedo as crianças que têm vocação para o sedentarismo podem estar começando a trilhar um perigoso caminho rumo à obesidade, ainda que não demonstrem nenhuma tendência a princípio.

De acordo com a Nutrigenética, por exemplo, a parte da ciência que estuda variações normais do DNA associadas à alimentação, o gene FTO (Fat Mass and Obesity Associated) pode ser influenciado por fatores ambientais, que desencadeiam a manifestação da vulnerabilidade genética. Os planos de saúde têm papel fundamental na reversão desse quadro.

Insegurança e tecnologia: prato cheio para o sobrepeso

Dentre estes fatores ambientais, a insegurança nos grandes centros
e a tecnologia inegavelmente contribuem cada vez mais para o agravamento
desse painel. Se por um lado praticamente já não é possível brincar na
rua, por outros nem todos têm a possibilidade de morar em condomínios
com grandes áreas de lazer e piscina ou a alternativa econômica para pagar
clubes e academias. Como resultado, as crianças acabam tendo na tecnologia
a companheira perfeita para passar o tempo ocioso, o que pode acarretar em
sérios danos à saúde e aumentar o risco de sobrepeso.

Os exercícios durante a fase de crescimento de qualquer ser humano
são fundamentais. Eles continuam sendo importantes em todas as fases
da vida, mas é na juventude que são formados os hábitos mais arraigados e
também são iniciados problemas de saúde que podem ser tornar graves com o
passar do tempo. Diabetes, doenças cardiovasculares, atrofia das fibras
musculares, comprometimento de vários órgãos e perda de flexibilidade
articular são apena alguns dos males associados ao aumento de peso nessa
faixa etária.

Obesidade infantil já atinge 41 milhões de crianças

É preciso compreender que a obesidade infantil não é um fantasma
que ronda as crianças do mundo, ela é uma realidade que já atinge
41 milhões de bebês a jovens adultos em todo o mundo, de acordo com os
números da Organização Mundial de Saúde. Aliada à falta de exercícios
físicos, a alimentação inadequada é uma das principais causas do sobrepeso
entre crianças e adolescentes, um hábito difícil de ser revertido e que
precisa da ajuda de um profissional de Nutrição para estabelecer um plano
alimentar adequado.

Entre as famílias menos favorecidas, ainda há um agravante: a perigosa cultura de que uma criança rechonchuda é uma criança saudável.
A falta de acesso à informação e os meios deficientes do sistema público de saúde na detecção e tratamento da obesidade infantil só colaboram para agravar ainda mais a situação. O acesso cada vez mais facilitado aos planos de saúde, entretanto, é uma ferramenta poderosa a favor da saúde infantil.

Planos de saúde: como reverter o quadro

 A facilidade crescente de contratação de um plano de saúde familiar ou individual e o número cada vez maior de funcionários com plano de saúde empresarial possibilita o acesso a profissionais que podem reverter o quadro da obesidade infantil e a prevenir o sobrepeso, propondo mudanças radicais nos hábitos alimentares e sociais dos pequenos.

No entanto, é preciso a conscientização dos pais para reconhecer que o problema está dentro de casa. Um nutricionista pode fazer um plano alimentar adequado para toda a família, por exemplo, facilitando a inclusão da criança em uma nova dieta e colaborando para a saúde familiar como um todo.

Além disso, o acompanhamento pediátrico pode fazer o diagnóstico precoce de qualquer doença relacionada ao excesso de peso e traçar uma estratégia preventiva contra agravamento futuro. Por outo lado, já havendo algum tipo de comprometimento muscular, por exemplo, sessões de fisioterapia podem reduzir ou acabar com os danos que já foram causados. Da mesma forma, crianças com sobrepeso são mais suscetíveis a bullying na escola, e também podem dispor de avaliação psicológica para determinar a necessidade de acompanhamento.

Estes esforços médicos aliados a um dia a dia com hábitos saudáveis e a prática regular de exercícios físicos, que também deverão ser recomendados e acompanhados por estes especialistas, colaborar para a formação de um adulto muito mais saudável e seguro no futuro.

Faça agora mesmo uma simulação online e escolha o plano de saúde mais adequado ao seu perfil.

Plano
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Plano de Saúde

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: