fbpx
Ir para o conteúdo
Bem estar Consultas Medicamentos Para Mulheres

Tomar anticoncepcional pode fazer mal? Entenda sobre

Leitura: 3 min
3 visualizações

Vivemos tempos em que mitos e informações incorretas são repassados adiante, seja por conta da velocidade na comunicação com a internet, seja pelo uso constante e pouco inteligente das redes sociais. Nesse contexto, um questionamento muito comum das mulheres ganha espaço: tomar anticoncepcional pode fazer mal?

O fato é que, apesar de ser uma medicação há décadas no mercado e com um número elevado de pesquisas sobre a biossegurança, assim como outros medicamentos, não é recomendável iniciar o uso do anticoncepcional sem o conhecimento e o acompanhamento de um médico de confiança.

Confira o conteúdo a seguir e descubra tudo o que você precisa saber sobre esse assunto!

A realidade do mercado de anticoncepcionais

As pílulas anticoncepcionais foram desenvolvidas na década de 60 e chegaram ao Brasil poucos anos depois, sendo uma medicação utilizada, atualmente, por milhões de pessoas em todo o planeta. Definitivamente, com o tempo, elas se tornaram remédios muito mais seguros, o que não quer dizer que não possam oferecer riscos para a saúde.

Os estudos e a própria prática médica demonstram que a probabilidade de uma mulher sofrer com trombose, por exemplo, aumenta com o uso de contraceptivos orais. Contudo, é válido ressaltar que isso ocorre de acordo com a presença de outros fatores, como o histórico familiar, o tabagismo, a obesidade, a síndrome metabólica e o diabetes.

Aprendendo um pouco mais sobre trombose

Pela definição da SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular), a trombose venosa é um evento vascular, do qual a origem está na coagulação inadequada de sangue nas veias, podendo ocasionar a oclusão na área e, por conseguinte, a interrupção da circulação sanguínea e do aporte de nutrientes no local.

Por conta dos efeitos de gravidade, esse tipo de patologia ocorre nos membros inferiores com muito mais frequência. Vale lembrar que ela pode acontecer em qualquer parte do organismo, com efeitos seríssimos caso o coágulo se desprenda, entre eles: AVC, infarto e embolia pulmonar.

A importância da consulta com o ginecologista

Ao marcar uma consulta com o ginecologista do seu plano de saúde, você poderá esclarecer todas as suas dúvidas e realizar os exames e a avaliação necessária para que esse profissional ofereça a melhor alternativa anticoncepcional para você. É preciso lembrar que, felizmente, existem muitas opções disponíveis no mercado.

Também é importante frisar que o efeito das pílulas não é o mesmo em todas as mulheres e, por isso, os riscos são diferentes e individuais. Um bom acompanhamento serve também para permitir a realização de diagnósticos precoces e tratamentos adequados para qualquer problema ou efeito colateral que venha a surgir no seu organismo.

Não fique esperando, cuide da sua saúde: consulte a rede credenciada do seu plano de saúde e escolha um médico para uma consulta antes de tomar anticoncepcional ou fazer a opção por um método mais indicado para o seu perfil.

Agora que você já sabe os efeitos de tomar anticoncepcional, que tal consultar um médico e tirar suas dúvidas? Não perca mais tempo e entre em contato conosco!

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: