Ir para o conteúdo
Planos de Saúde

Saiba qual a diferença entre SUS e Plano de Saúde!

Leitura: 7 min
2411 visualizações

Muitas vezes as pessoas ficam confusas quanto a diferença entre SUS e Plano de Saúde – que são as duas plataformas voltadas à saúde pública e privada no nosso país. 

Nesse conteúdo, iremos discutir um pouco sobre esses dois lados, ressaltando seus lados, suas diferenças e pontos importantes de se lembrar!

Entendendo a saúde pública

Antes de discutirmos a diferença entre SUS e Plano de Saúde, precisamos nos aprofundar um pouco mais no nicho de cada um.

A saúde pública no Brasil tem como objetivo promover a melhoria e bem-estar da saúde de todos os seus cidadãos. Segundo a Lei nº 8.080 – de 19 de setembro de 1990 – no Art. 2, a saúde é um direito fundamental de todo e qualquer ser humano, devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno funcionamento.

Observando por essa perspectiva, proporcionar uma saúde de qualidade é um dos deveres principais do Governo do Estado – onde ele libera a verba para o Ministério da Saúde, que são utilizadas para melhoria da estrutura da saúde pública no Brasil.

Atualmente, podemos dividir a saúde do Brasil em duas vertentes – a pública e a particular. A saúde pública é proporcionada pelo SUS, enquanto a saúde particular consiste na saúde privada – que se caracteriza pelos planos de saúde. Mais de 75% do povo brasileiro depende exclusivamente do atendimento do SUS, enquanto o restante da população utiliza o serviço privado de saúde.

No Brasil, o sistema de saúde pública é o conhecido como SUS (Sistema Único de Saúde). Ele foi criado em 1988, e é responsável por prestar atendimento a mais de 180 milhões de brasileiros. Por ser um sistema gratuito, há uma grande parte da população que depende exclusivamente desse sistema para receber atendimento.

O que é o SUS?

O SUS – também conhecido como Sistema Único de Saúde – é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, conseguindo abranger desde o simples atendimento de avaliação da pressão arterial, até o transplante de órgãos, garantindo acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país.

Com a sua criação, o SUS proporcionou o acesso universal ao sistema público de saúde, sem discriminação. A atenção integral à saúde, e não somente aos cuidados assistenciais, passou a ser um direito de todos os brasileiros, desde a gestação e por toda a vida, com foco na saúde com qualidade de vida, visando a prevenção e a promoção da saúde.

Entendendo o sistema de Saúde Suplementar

Caracterizamos a saúde suplementar como o atendimento privado de saúde – realizado através de um plano de saúde ou pago a parte. Sendo assim, ele não tem nenhum vínculo com o Sistema Único de Saúde (SUS).

Dentro desse segmento, em nosso país, estão o governo através do Ministério da Saúde, Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) – também considerando as empresas privadas como operadores dos planos de saúde, seguradoras e prestadores de serviço. 

De acordo com o levantamento de dados da Agência Nacional de Saúde (ANS), atualizado em setembro de 2019, existem 47.105.097 pessoas beneficiárias de planos privados de saúde, por cobertura assistencial em todo Brasil.

O que são os planos de saúde?

Para compreendermos a diferença entre SUS e Plano de Saúde, precisamos nos aprofundar mais nesse último tópico. Na saúde suplementar, o modelo mais famoso é o plano de saúde. 

A saúde é denominada como o estado completo de bem-estar, e que permite que qualquer ser vivo tenha uma boa qualidade de vida. Sabendo que os planos governamentais desta área são (em certa medida) defasados, e que também não são capazes de atender a toda população, muitas pessoas acabam optando por um plano de saúde que oferece assistência médica e hospitalar privada através das operadoras de plano.

Se você for uma pessoa que pensa de modo preventivo com seu bem-estar, e que foca na sua qualidade de vida, um plano de saúde particular pode garantir a assistência à sua saúde necessária para que se atinja o máximo de sua disposição física, mental e social. Além de você poder recorrer ao médico quando ficar doente, também existem outros benefícios (dependendo do seu tipo de plano) que um plano de saúde pessoa pode oferecer, como: 

  •         Atendimento de qualidade;
  •         Atendimento de urgência ou emergência; 
  •         Facilidade de acesso a consultórios e hospitais credenciados;
  •         Facilidade de marcar consultas online ou por meio de call centers;
  •         Possibilidade de portabilidade, caso você mude para outra região;
  •         Preços mais em conta;
  •         Acesso a diversas especialidades médicas.

 

Qual a diferença entre SUS e Plano de Saúde?

Uma grande diferença entre SUS e Plano de Saúde, é que todos possuem o direito ao primeiro de maneira gratuita, enquanto o segundo é necessário pagar um determinado valor. 

Tendo um cadastro no SUS, qualquer cidadão pode ir até um dos hospitais públicos, realizar diversos procedimentos – como exames, cirurgias, consultas e entre outros – sem pagar nenhum valor pelo serviço. Entretanto, mesmo sendo um direito assegurado pela Constituição, muitos brasileiros não recebem o atendimento que precisam. 

Já os planos de saúde, se referem aos procedimentos e atendimentos assegurados apenas para quem paga um valor fixo ao mês para determinada operadora de saúde.

Outra diferença importante para ressaltar, é que, para as mulheres em período de gestação, o SUS oferece um atendimento integral. Enquanto isso, alguns planos de saúde não estendem internação e parto em sua cobertura – sendo necessário contratar um plano que faça a cobertura de todos os procedimentos adequados no período de gravidez. 

Tanto o SUS quanto os planos de saúde possuem hospitais e rede de atendimentos muito bons. Entretanto, alguns o SUS terá ótimos médicos, mas uma infraestrutura mediana e vice-versa. 

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: