fbpx
Ir para o conteúdo
Planos de Saúde

Renda familiar: Posso pagar o plano de saúde?

Leitura: 2 min
728 visualizações

Quanto eu posso gastar com o plano? A escolha do plano de saúde vai depender se o valor do convênio cabe em sua renda mensal.

Um atendimento médico de qualidade é direito de todo cidadão. O ideal seria que toda pessoa pudesse usufruir gratuitamente dos serviços médicos, mas isso não corresponde à realidade.

Para os indivíduos que não possuem renda suficiente para pagar o plano de saúde, resta a rede pública, com suas dificuldades para atender grande parte da população.

O pagamento mensal de um plano de saúde pode ser muito pesado para as pessoas que usufruem dos convênios médicos.

Economizar nos planos

O plano empresarial é uma ótima opção para quem quer economizar, pois abrange os demais membros da família, além de você pagar uma taxa reduzida.

Caso a empresa não ofereça o convênio, o plano familiar é mais barato, pois há um desconto quando dois ou mais indivíduos pagam.

Se não houver solução, procure um plano individual que melhor atenda às suas necessidades.

Como os idosos podem economizar

Algumas medidas para economizar com planos de saúde na aposentadoria são:

  • Contratar o plano de saúde assim que comece a trabalhar;
  • Quem teve um plano coletivo por no mínimo dez anos, pode mantê-lo quando se aposentar, desde que assuma o pagamento integral;
  • Quem teve um plano coletivo por um período inferior a dez anos, pode mantê-lo pagando o mesmo valor pelo número de anos de contratação do convênio.

O ideal é que os gastos com a saúde não ultrapassem 10% da renda mensal do indivíduo.

Conclusão: Renda familiar

É hora de saber quanto da renda familiar pode ser destinada à saúde.

Quanto eu posso gastar com o plano de saúde? Dependendo do seu orçamento, você saberá se haverá condição de pagar um plano regional, nacional, integral ou participativo.

Caso deseje mais informações, confira o artigo “Escolhendo um plano de saúde dentro do seu orçamento”.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: