fbpx
Ir para o conteúdo
Bem estar Planos de Saúde Saúde

Quiropraxia para aliviar dores

Leitura: 5 min
2044 visualizações

Muito tempo sentada, muito tempo em pé, salto alto, postura errada, sobrepeso, bolsa pesada…

São tantos os motivos para as dores na coluna que a maioria das pessoas já quase aprende a conviver com elas diariamente, como se fossem uma coisa normal.

Mas não são e seu tratamento pode melhorar muito a qualidade de vida, impactando positivamente a rotina diária. E uma das melhores práticas para isso é o uso da quiropraxia para aliviar dores.

Conheça mais sobre esse tratamento e aproveite sua cobertura no plano de saúde.

Quiropraxia

OMS reconhece quiropraxia para aliviar dores

A Organização Mundial de Saúde (OMS), reconhece a quiropraxia como uma profissão da área de saúde que atua na diagnóstico, tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuro-músculo-esquelético, os quais, por sua vez, impactam na saúde em geral.

A quiropraxia para aliviar dores, no entanto, não deve ser confundida com a massoterapia. Enquanto essa trata de pontos distintos, a quiropraxia trata o sistema nervoso, muscular e os ossos, buscando a não utilização de medicamentos, nem qualquer processo cirúrgico – ou seja, totalmente não invasivo.

Quiropraxia busca aliviar dores através do realinhamento da coluna

De acordo com a OMS, 80% da população mundial sofre ou sofrerá de dores nas costas, nem que seja apenas uma vez na vida.

No Brasil, de acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), nada menos que 70 milhões de pessoas têm problema de coluna, cerca de 36% da população.

O uso da quiropraxia para aliviar dores está tão difundido, que hoje, para se ter uma ideia, essa técnica fisioterapêutica é a terceira maior profissão de saúde no Ocidente.

Segundo os especialistas, ela atua como um agente facilitador de cura melhorando o equilíbrio corporal como um todo, através do realinhamento da coluna.

Assim, a movimentação correta dos músculos ajuda a restabelecer a harmonia, aliviando dores e prevenindo lesões.

Quiropraxia

Riscos são os mesmos de qualquer outra técnica manual

Há pouco tempo o uso da quiropraxa para aliviar dores criou polêmica ao ser associada à morte da musa das redes sociais, a influenciadora americana Katie May, de 34 anos.

Inicialmente divulgada como AVC, posteriormente a causa da morte foi atribuída à ruptura de uma artéria durante uma sessão do tratamento com um quiroprata, de acordo com o site TMZ.

A Associação Brasileira de Quiropraxia, no entanto, ressalta que “de acordo com vários estudos sobre o assunto, é impossível estabelecer relação de causa e efeito do ajuste quiroprático com a dissecção da artéria vertebral apontado como a causa da morte por uma das fontes”.

Para os especialistas, casos assim são bastante raros e o tratamento não oferece riscos, a não ser os mesmos que qualquer outra técnica manual.

A indicação da quiropraxia para aliviar dores é para pessoas de qualquer idade, de crianças a idosos.

Além da quiropraxia para aliviar dores musculares, ela também é indicada em casos de bruxismo, bursite, cólicas menstruais, dor de cabeça, dor nas articulações, labirintite, lombalgia, TPM, hérnia de disco, torcicolo, alívio do estresse e até para tratar zumbido nos ouvidos, entre outros males e incômodos.

Origem da quiropraxia para aliviar dores remonta à década de 90

A quiropraxia para aliviar dores está longe de ser um tratamento novo, mas sua origem ainda gera polêmica. Para muitos, ela é uma técnica milenar, usada pelos indus, chineses e egípcios antigos.

No entanto, foi apenas em 1895 que o médico americano Daniel David Palmer teria desenvolvido e registrado a técnica.

No Brasil, a quiropraxia só chegou quase uma centena de anos mais tarde, em 1992, com a fundação da Sociedade Brasileira de Quiropraxia. Hoje, em todo o mundo, estima-se que haja mais de 90 mil profissionais especializados.

Quiropraxia

Quiropraxia e planos de saúde

A quiropraxia faz parte da cobertura dos planos de saúde como técnica fisioterápica. Por isso, se você não tem ainda um plano de saúde mas quer melhorar sua qualidade de vida com um tratamento completamente não invasivo, o procedimento é bastante simples.

(Fontes: Diário de Santa Maria, Boa Forma, Leia Já, Revista Quem, Associação Brasileira de Quiropraxia e Cidade Verde)

Confira as operadoras que atuam na sua região, faça uma simulação online e fale com um dos nossos vendedores especializados. Clique aqui!

Denise
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Denise Huguet

Jornalista formada pela PUC-RJ com certificação pela Rockcontent em produção de conteúdo. Já fui repórter, redatora, editora, assessora de imprensa e apresentadora de telejornal com passagens por jornais como O Globo, O Fluminense, A Tribuna e várias instituições de pesquisa e ensino. Desde 2010 me dedico integralmente à produção de conteúdo. Portfólio: https://denisehuguet.wixsite.com/dhcomunicacao

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: