fbpx
Ir para o conteúdo
Dependentes Plano de Saúde para Empresas

Quem pode ser dependente no plano de saúde empresarial?

Leitura: 6 min
1432 visualizações

Os planos de saúde empresariais respondem pela maioria dos planos contratados no Brasil. Isso ocorre devido ao preço, que, em geral, costumam ser até 40% mais barato do que os planos dos modelos individuais e familiares.

Esse valor reduzido é consequência direta de coberturas mais flexíveis devido à grande quantidade de beneficiários que serão colocados nos planos. Sendo assim, quanto mais integrantes fizerem parte do plano empresarial, maior será a probabilidade de pacientes que não usem os serviços, compensem os custos de outros usuários, diminuindo, assim, as mensalidades.

CONHEÇA OS MELHORES PLANOS EMPRESARIAIS DA SUA REGIÃO

Embora os planos de saúde sejam contratados diretamente pela empresa para seus funcionários, em alguns casos esse benefício pode se estender para demais pessoas, sendo chamadas de dependentes do plano saúde. Confira a seguir, quem pode ser dependente do plano de saúde empresarial e como fazer sua inclusão.

Quem pode ser dependente no plano de saúde empresarial?

De acordo com a legislação vigente tendo como base a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), quem pode ser colocado como dependente no plano de saúde empresarial são:

Parentes de 3º grau consanguíneo
Parentes de 2º grau consanguíneo
Parentes de 1º grau consanguíneo
Cônjuge e companheiro

Parentes de 3º grau consanguíneo

Estão incluídos, nesses grupos, os bisavôs e também os bisnetos, que nesse caso poderiam ser incluídos como dependente no plano de saúde empresarial.

Parentes de 2º grau consanguíneo

Neste grupo, se encaixam os avôs, assim como os netos, que poderiam ser incluídos como dependentes no plano de saúde empresarial.

Parentes de 1º grau consanguíneo

São os parentes consanguíneos de forma direta como pais e filhos, que também podem ser incluídos como dependentes no plano de saúde empresarial.

Cônjuge e companheiros

Os cônjuges nada mais são do que marido e esposa do trabalhador, bem como companheiros, no caso de uma relação homossexual. Tanto cônjuges, como companheiros podem ser colocados como dependentes no plano de saúde empresarial.

E se meu plano não previr a inclusão de um dependente?

Primeiro, é importante ver se sua operadora de saúde inclui dependentes. Caso ela não inclua, você pode negociar a mudança no contrato do plano. Geralmente essa alteração pode ser feita facilmente, e a operadora não pode exigir o cumprimento de novas carências pelo titular!

Caso sua operadora de saúde continue negando a inclusão, a multa que isso pode gerar chega aos R$ 50 mil reais!

O que preciso fazer para incluir um dependente?

Procure por sua operadora de saúde e saiba quais os principais métodos para se fazer isso. Geralmente, as operadoras solicitam documentos pra comprovar o vínculo entre o titular e o possível potencial dependente.

Também poderá ser solicitado a certidão de nascimento – para os filhos – assim como a certidão de casamento – para os conjugues e companheiros. A documentação vai depender do grau ou do tipo de conexão entre os dois.

Fique atento com a idade limite no que diz respeito aos filhos – pois é comum os planos estabelecerem um limite de idade para os parentes de 1º grau do titular. Em alguns casos, o filho deixa de ser dependente com 21 anos de idade – verifique qual será a política adotada por sua operadora de saúde!

E não esqueça de tirar todas as suas dúvidas – sobre custos, períodos de carência, mudanças e entre outros!

Quais os principais benefícios de um plano de saúde empresarial?

Há uma série de benefícios em oferecer aos funcionários e, consequentemente, seus dependentes um plano de saúde empresarial, os
principais são:

  • Funcionários saudáveis trabalhando melhor;
  • Segurança aos funcionários e seus dependentes;
  • Redução do número de faltas por doenças dos próprios funcionários e/ou de dependentes;
  • Comodidade a empresa e ao funcionário;
  • Retenção de talentos na empresa;
  • Garantia de atendimento e saúde aos funcionários e seus dependentes;
  • Valores mais baratos e consequentemente mais acessíveis.

Para contratar um plano de saúde empresarial, o RH ou o setor responsável por contratações deve entrar em contato com as operadoras de saúde da região e fazer uma pesquisa de preços, somente assim será possível contratar um plano que realmente ofereça qualidade e tranquilidade a seus funcionários.

Uma pesquisa feita pela revista Exame, mostrou que 90% dos trabalhadores não estão apenas interessados em salários, mas que preferem trabalhar em empresas que oferecem benefícios, como plano de saúde e também odontológico.

ENTRE EM CONTATO COM OS VENDEDORES DE PLANOS DE SAÚDE EMPRESARIAL

Se sua empresa não oferece plano de saúde, converse com seus superiores e pergunte sobre a possibilidade de contratação. Afinal, funcionário saudável, com dependentes saudáveis, trabalham melhor.

Bruno
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Bruno Avelino

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: