fbpx
Ir para o conteúdo
Para Idosos

Quedas em idosos: conheça os riscos e saiba como prevenir

Leitura: 4 min
490 visualizações

As quedas em idosos são um dos acidentes domésticos mais frequentes e, muitas vezes, deixam consequências graves. Inclusive, representam uma causa de morte acidental em pessoas na terceira idade. Por isso, todo cuidado é pouco para evitá-las, sendo preciso adotar algumas medidas para diminuir o risco de escorregões.

Entre os hábitos necessários para prevenir as quedas, podemos citar a prática de exercícios físicos sob supervisão, a fim de melhorar o equilíbrio e promover a força muscular dos idosos. Da mesma forma, é importante fazer algumas adaptações dentro de casa, como a instalação de corrimãos e a opção por tapetes emborrachados ou antiderrapantes.

Neste post, vamos mostrar por que os idosos são mais propícios a sofrerem quedas, quais são as consequências dos escorregões e como preveni-los. Confira!

Por que os idosos sofrem quedas?

Após os 60 anos, é comum o corpo apresentar fraqueza muscular e falta de equilíbrio, bem como diminuição da capacidade funcional. Além disso, doenças que afetam a visão, Parkinson, dores crônicas (osteoartrite, lombalgia, entre outras) e o uso inadequado de medicamentos também são fatores que contribuem para as quedas em idosos.

Quais são as consequências dos escorregões?

As quedas em idosos podem provocar acidentes sérios e afetar, ainda, o estado emocional. É comum que ocorram escoriações, lesões e fraturas na região do quadril ou em membros superiores (punho e ombro). Após a ocorrência, as pessoas da terceira idade sofrem com a falta de mobilidade e ficam dependentes de ajuda.

Aliás, o medo de voltar a andar e a falta de locomoção podem originar outros problemas de saúde, como infecção no trato urinário, osteoporose, redução do fluxo sanguíneo, distúrbios gastrointestinais, aparecimento e acúmulo de secreções nos pulmões, pneumonia, acidente vascular cerebral (AVC) e demência.

Como prevenir as quedas em idosos?

As quedas em idosos precisam ser prevenidas, especialmente em casa ou em locais nos quais eles passam a maior parte do tempo. Veja, a seguir, algumas medidas importantes para evitá-las:

  • tenha cuidado com pisos escorregadios;
  • não utilize tapetes em casa, pois eles favorecem os escorregões. Se usá-los, opte pelos antiderrapantes e emborrachados;
  • da mesma forma, use sapatos e chinelos com solado antiderrapante;
  • coloque barras de apoio nos banheiros e corrimão dentro de casa;
  • observe se a iluminação está funcionando adequadamente, pois ambientes mal iluminados podem provocar quedas;
  • mantenha os caminhos desobstruídos de extensões, fios ou objetos que atrapalhem o trajeto;
  • evite as escadas ou subir em bancos e cadeiras, por exemplo;
  • vá ao oftalmologista regularmente para investigar a saúde ocular;
  • observe as reações causadas por medicamentos, pois elas também facilitam os escorregões;
  • caso o idoso tenha sofrido alguma queda, informe ao médico, ainda que nenhuma lesão seja observada.

Agora, sim, você sabe quais são os riscos das quedas em idosos e de que forma preveni-las. É importante atentar aos espaços frequentados pelas pessoas na terceira idade e analisar se eles favorecem a mobilidade com segurança. No caso de escorregões, a recomendação é procurar o médico de imediato, mesmo que nenhuma lesão seja percebida.

Este post foi útil? Se sim, Compartilha em suas redes sociais e confira novos conteúdos sobre saúde !

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: