Ir para o conteúdo
Para Idosos Saúde

Quando procurar um médico Geriatra?

O acompanhamento preventivo com o médico geriatra é muito importante para uma velhice saudável. Mas qual o melhor momento para procurá-lo?

Leitura: 5 min
132 visualizações

Não há momento da vida em que se deva descuidar da saúde, mas todo mundo sabe que após determinada idade alguns problemas tendem a se agravar. Quando se chega à terceira idade é então a hora de procurar um médico geriatra, certo?

Não, se você quer ter uma velhice saudável. Na verdade, quanto mais cedo o especialista do plano de saúde for consultado, melhor será a sua qualidade de vida após os 60 anos. Veja por que o acompanhamento preventivo é tão importante para envelhecer bem.

Geriatra, um médico com visão holística

Você já reparou que depois dos 40 ou 50 anos várias doenças começam a despontar? Ainda bem que existem os planos de saúde para dar conta de tantos especialistas. São endocrinologistas, cardiologistas, reumatologistas, neurologistas, ortopedistas e por aí vai.

A questão é que, conforme a idade avança, cada probleminha acaba influenciando outros sistemas do organismo. Há, então, a necessidade cada vez maior de se averiguar o todo – e não apenas as partes. É nesse contexto holístico que surgiu a figura do médico geriatra.

Processo de envelhecimento começa aos 30 anos

Mas muito se engana quem pensa que só aos 50 anos é que ele deve entrar em cena. Muito pelo contrário, para quem não sabe, o ápice do corpo humano ocorre aos 30 anos. A partir daí, cada célula do organismo já começa a envelhecer. Ou seja, já é hora de procurar um clínico geral especializado nas doenças mais comuns ao envelhecimento – o geriatra.

O que acontece é que a maioria das pessoas só procura o geriatra quando já está lá na frente. E o que o médico encontra geralmente é um verdadeiro fim de linha, situações que poderiam ter sido prevenidas ou até mesmo evitadas se averiguadas mais cedo. Procurar o geriatra antes de chegar à terceira idade impacta positivamente a saúde do futuro idoso, já que ele poderá tratar condições antes que se tornem doenças.

Benefícios de consultar o geriatra antes da velhice

O enfoque das consultas ao geriatra aos 50, 40 ou mesmo 30 anos, é preventivo. Caso ele se depare com alguma situação que mereça atenção especial, ele encaminhará a pessoa ao especialista correspondente. Como os planos de saúde cobrem todas as áreas, garantir um envelhecimento de qualidade, com mais independência e menos limitações e sofrimento.

Além disso, a consulta precoce ao geriatra, que é um médico generalista, também ajuda a compreender melhor todas as mudanças. Claro, ainda que não se perceba a princípio, a partir dos 30 anos o corpo começa mudar. O acompanhamento preventivo não só ajuda a detectar essas transformações, como saber como agir dali em adiante.

Hora de abandonar preconceitos

Para muita gente, consultar um geriatra é assumir que está velho. A verdade, entretanto, é que não tem jeito. O corpo envelhece, sim, e mais rápido do que se pensa. Se esse envelhecimento será saudável ou não, é uma questão de estratégia – não de preconceito.

As doenças crônicas costumam ser o motivo mais comum de sofrimento para os idosos. Problemas do coração, osteomusculares, depressão, esquecimento, Mal de Parkinson, demência, entre outros.

A questão é que, ao contrário da crença popular, doenças como estas não começam na velhice. Elas começam antes, bem antes, e podem ser rastreadas através de comportamentos de risco. Grande parte delas, por exemplo, dependem da forma como a pessoa se exercita, dorme, se alimenta ou se relaciona.

Mudanças no estilo de vida podem prevenir doenças

O geriatra, portanto, pode antever como será o envelhecimento e orientar uma mudança de estilo de vida. Ele também pode ajudar a passagem por algumas fases importantes, como a transição para a aposentadoria.

A verdade é que não há solução mágica para uma velhice saudável. É preciso deixar o preconceito de lado e assumir que não há qualidade de vida na velhice sem esforço e comprometimento quando ainda se é jovem.

Para que tem plano de saúde não há desculpa. As operadoras oferecem os melhores profissionais da área, sem filas de espera. Se não tem ainda um plano, faça um agora e comece a tratar o seu presente para ter um futuro de mais qualidade.

(Fontes: Estadão, A Terceira Idade, Gazeta do Povo)

Faça uma cotação online sem compromisso e converse com um consultor especializado. Ele encontrará o plano de saúde que melhor se adequado ao seu perfil e ao seu orçamento.

Carine
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Carine Vasconcelos

Content Manager da empresa Bannet, formada em Publicidade e Propaganda, há mais de 6 anos, pela Faculdade Cearense, e apaixonada por conteúdo. Atua na área de Marketing e Produção Textual há quase 10 anos e acredita que, para termos sucesso em qualquer área, é preciso sermos felizes no caminho, afinal o amor pelo que fazemos é força motriz para atingirmos a excelência.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: