Blog Plano de Saúde

Quando o plano de saúde pode ou não negar uma cirurgia?

Quando o plano de saúde pode ou não negar uma cirurgia?

Uma das dúvidas mais comuns por quem contrata um plano de saúde, assim como um assunto que gera muitos debates, com as operadoras de planos é a negativa ou não de uma cirurgia. Muitas vezes pessoas contratam um plano de saúde somente para realizar determinado procedimento cirúrgico que deseja ou então realmente necessita fazer. Porém, o que muita gente não sabe é que existem casos onde a cirurgia pode ser negada e muitas vezes isso está descrito no contrato do plano de saúde que foi assinado pelo contratante. Se essa é a sua maior dúvida perante os planos de saúde, então leia o texto a seguir.

Atenção no momento de contratação do plano de saúde

A realização ou não de procedimentos cirúrgicos está no contrato que foi assinado entre cliente e plano de saúde. Se o plano contratado não cobrir cirurgias, então não adianta, a cirurgia será certamente negada. Por isso, é necessária muita atenção na contratação de um plano de saúde. Sempre que for contratar um plano de saúde pense com carinho sobre a segurança que você e sua família merece. É importante também ter em mente que incidentes podem acontecer, e que um plano de saúde mais abrangente que possa parecer caro no início pode ser vantajoso em um futuro próximo.

ENTRE EM CONTATO COM UM DE NOSSOS VENDEDORES E TIRE SUAS DÚVIDAS ANTES DE CONTRATAR SEU PLANO

Afinal, quando um plano de saúde pode negar uma cirurgia?

O plano de saúde só pode negar uma cirurgia em duas circunstâncias básicas. São elas:

Doença pré-existente

Muitas vezes as pessoas precisam de uma cirurgia que na modalidade de pagamento particular costumam ser muito caras, dessa forma, as pessoas contratam o plano de saúde para após determinado período — conhecido como período de carência realizarem a cirurgia pelo plano de saúde. O plano de saúde pode negar procedimentos cirúrgicos de doenças pré-existentes, porém somente até do paciente não ter cumprido o período de carência. Se o paciente já tiver passado pelo período de carência então o plano de saúde não pode negar a cirurgia.

Para fins estéticos.

Muitas vezes os procedimentos cirúrgicos, como a mamoplastia — que consiste na redução do tamanho dos seios, blefaroplastia, etc. — que retira o excesso de pele na região dos olhos e cirurgia bariátrica são negadas por planos de saúde, pois em determinadas ocasiões se encaixam na modalidade de cirurgias plásticas e que não irão converter em nenhum benefício para a saúde da pessoa.

Quando uma cirurgia não pode ser negada?

Os planos de saúde não podem negar cirurgias quando há risco para a saúde ou então para a vida do paciente. Isso só pode ser comprovado através de um laudo médico. Cirurgias citadas anteriormente como mamoplastia, blefaroplastia e bariátrica quando solicitadas acompanhadas de um laudo médico explicando que há algum dano para a saúde do paciente que pretende realizá-las geralmente não são negadas, assim como um paciente que sofre um acidente e chega ao hospital com risco de vida não pode ter a cirurgia negada. Além disso, cirurgias de implantes ou retiradas de próteses e órteses devem ser todas cobertas pelo plano de saúde, conforme consta na ANS.

As questões aqui apresentadas são fáceis de ser debatidas e evitadas. Basta haver atenção no momento da contratação do seu plano e saúde que imbróglios como esse não acontecerão com você. Se você tinha dúvidas, elas estão todas sanadas. Que tal agora que você já sabe quando uma cirurgia pode e quando não pode ser negada, contratar um plano de saúde para você e para sua família? É simples, basta entrar em contato com as operadoras de sua região e escolher o melhor plano!

Sair da versão mobile