fbpx
Ir para o conteúdo
Plano de Saúde para Empresas Planos de Saúde

Planos empresarias são importantes para manter a saúde no país

Leitura: 4 min
341 visualizações

Filas imensas para atendimento básico, marcação de exames e consultas para meses à frente, falta de médicos, de enfermeiros, de materiais e medicamentos, unidades fechadas, desrespeito com o contribuinte: em um país em que há décadas o sistema de saúde pública vem sendo sucateada, ano após ano, governo após governo, os planos de saúde empresariais tornaram-se fundamentais para manter a saúde da população. Os dados – e a conclusão – são da própria Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), divulgados no segundo trimestre de 2015.

Planos para todos os tipos de empresas

De acordo com o levantamento feito pela ANS, dos 50,5 milhões de beneficiários de planos de saúde no Brasil, 66,5% são usuários de planos oferecidos pelas empresas a seus funcionários. Vale notar que estes estão cada vez mais abrangentes e versáteis, procurando abraçar os perfis empresariais mais distintos. Hoje, os microempreendedores, por exemplo, podem usufruir desses planos, a maior parte deles a partir de três vidas, ainda que haja também, apesar de em menor oferta, aqueles a partir de duas vidas, que encaixam-se como uma luva para quem é MEI e só pode ter um funcionário.

 

Para as empresas maiores há diversas facilidades, inclusive planos empresariais sem mensalidades, nos quais apenas os custos operacionais são cobrados através da coparticipação. Já nas grandes e mega corporações é possível criar níveis diferenciados de planos, que já se tornaram poderosa ferramenta de atração e retenção de talentos, principalmente entre os executivos. Não é à
toa, portanto, que hoje os planos de saúde sejam a terceira maior desejo dos brasileiros, perdendo apenas para a educação e o sonho da casa própria.

 

Quadro é similar em relação à saúde bucal

Além dos 66,5% de usuários de planos empresariais, a pesquisa da ANS mostrou ainda que 19,4% das contratações de planos de saúde são familiares ou individuais e 13,4% os por adesão, aqueles que são contratados junto a entidades de classe, como associações, sindicatos e conselhos profissionais.

Mas se a saúde do país pode estar nas mãos dos planos empresariais, a saúde bucal ao que tudo indica também não fica muito diferente. Em relação aos planos exclusivamente odontológicos, dos 21,5 milhões de beneficiários, 73,6% são também empresariais. Atrás deles, os individuais ou familiares ficam em segundo lugar, com 17,3%, e por ultimo os por adesão, com 8,7%.

Brasil já tem quase 1.400 operadoras registradas pela ANS

Quando se fala em variedade de planos para todos os perfis e bolsos, não há nenhum exagero. Segundo a ANS, o Brasil já conta com 1.390 operadoras registradas na agência, a maioria delas médico-hospitalares (1.013) e a minoria exclusivamente odontológicas (377) – que oferecem nada menos que 33,7 mil planos de saúde e 3,1 mil odontológicos.

Ainda de acordo com o estudo feito pela ANS, as pessoas dos 10 aos 39 anos são as que mais consomem planos de saúde, totalizando 20,3% (10,2 milhões) – e, ao contrário do que muita gente imagina, lá na outra ponta estão os idosos com mais de 80 anos, perfazendo apenas 2% dos beneficiários, ou 1 milhão do total.

 

E você, já tem o seu plano de saúde para garantir a sua noite tranquila? Invista em você mesmo agora, fazendo uma simulação
sem compromisso e escolhendo aquele que cabe certinho no seu bolso.

 

Entenda qual é o melhor plano de saúde para você (e para o seu bolso!)Powered by Rock Convert
Plano
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Plano de Saúde

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: