fbpx
Ir para o conteúdo
Plano de Saúde Familiar Planos de Saúde

Planos de saúde familiar com possibilidade de portabilidade

Leitura: 11 min
1132 visualizações

Uma das maiores preocupações de consumidores dos planos de saúde, é precisar cumprir todas as normas de contrato referente à carência caso haja a necessidade de troca de empresa ou serviço. Você conhece alguém que está totalmente insatisfeito com os serviços da sua operadora de saúde, mas não pode trocar o plano para não perder as vantagens desse? Isso é bem comum, mas já tem solução.

Novas regras foram implantadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, que permite a portabilidade e sem desvantagens para o consumidor. Saiba mais como funciona esse serviço e alguns planos de saúde com tal possibilidade.

Como funciona a portabilidade de planos de saúde familiar

A possibilidade de portabilidade para planos de saúde familiar foi estabelecida através da Resolução Normativa de número 252, da Agência Nacional de Saúde Suplementar. Essa permite que um consumidor realize a mudança de operadora ou simplesmente de plano dentro da mesma empresa, sem a necessidade de cumprir os prazos de carência e outras regras aparentes exigidas quando há uma nova adesão. Também estão inclusos nessa resolução, beneficiários de planos que foram extintos, independente do motivo que tenha ocasionado isso.

Entre as principais regras para que você faça a portabilidade de um plano de saúde familiar estão:

  • O consumidor tem até 4 meses, após a data de aniversário do plano, para solicitar a portabilidade. Passado esse prazo, você precisa aguardar mais um ano para pedir a transferência do serviço;
  • Após a portabilidade, você precisa permanecer por pelo menos 1 ano no novo plano de saúde antes de solicitar uma nova mudança;
  • Para que a portabilidade seja feita com todos os direitos vigentes, você deve apresentar um novo plano com características semelhantes do atual. A mesma faixa de preço – essa não pode ser maior -, condições de contrato iguais ou semelhantes, entre outros detalhes;
  • A operadora do plano atual não pode emitir nenhum tipo de cobrança pelo serviço. A possibilidade de portabilidade deve ser totalmente gratuita;
  • O novo plano de saúde também não precisa possuir a mesma abrangência do atual. Você pode, por exemplo, trocar um plano local por um de abrangência nacional sem nenhum tipo de problemas;
  • A possibilidade de portabilidade é válida desde 2009, mas somente clientes com planos contratados a partir do dia 1 de janeiro de 1999 que terão essa autorização. Serviços contratados em datas anteriores devem cumprir as novas de uma nova adesão.

Sabendo como acontece a portabilidade para os planos de saúde, você precisa apenas escolher qual aquele de sua preferência. Listamos alguns das principais operadoras do Brasil.

Portabilidade entre os principais planos de saúde

Mesmo com as regras regulamentadas pela ANS, ainda assim cada uma das empresas de planos de saúde dita suas normas internas para o serviço. Destacamos as principais operadoras brasileiras e que oferecem essa possibilidade. Veja.

Unimed

A Unimed atua no Brasil inteiro e permite a portabilidade de seus associados para planos de saúde familiar, individual e empresarial. Assim como atende a regulamentação da ANS, o serviço não é cobrado, mas é preciso de um perfil pré-determinado pela operadora para que o usuário faça a portabilidade. Entre as exigências estão:

  • Ter no máximo 4 meses a partir do vencimento do aniversário do seu plano;
  • Já ter passado por todas as carências do plano anterior;
  • O consumidor será beneficiado a partir do plano compatível da Unimed. Essa compatibilidade leva em conta valor, perfil do consumidor, abrangência de serviço, entre outros.

Você deve consultar a central da Unimed dentro do seu estado para realizar a portabilidade. Outras questões também podem ser tratadas através do Atendimento ao Cliente da operadora de saúde.

Qualicorp

A Qualicorp atua desde 1997 como uma operadora para planos de saúde em grupos, sendo esses tanto familiar como corporativos. Se você deseja migrar para essa empresa, basta seguir as normas internas. Entre elas:

  • Estar dentro dos quatros meses a partir do aniversário do plano já contratado;
  • Ter todas as carências vencidas do plano já contratado;
  • Estar com as mensalidades do plano de saúde em dia;
  • Ter um plano equivalente na Qualicorp e que cubra os mesmos benefícios que já foram contratados no plano anterior;
  • Ter o mesmo valor ou inferior do plano contratado.

Estando com todas as questões acima em dia, basta se dirigir a qualquer central da Qualicorp com os três últimos boletos do plano de saúde atual pagos, contrato do atual plano de saúde e que comprove que você já cumpriu todas as carências, documento com foto de todos os beneficiários.

Amil

A Amil também opera no Brasil inteiro, levando sempre as melhores associações com clinicas médicas e hospitais do país. A principal característica dessa empresa é oferecer planos sempre voltados a atender todo tipo de consumidor. Para migrar de outra operadora para a Amil, o cliente deve apenas seguir as regras da ANS, de acordo com as Normativas de Portabilidade. Há a possibilidade de realizar essa migração independente do plano que você tenha na sua operadora atual.

Há um diferencial na Amil, de receber também planos com carências parcialmente vencidas. Isso significa que mesmo havendo um ou outro serviço que esteja dentro da carência do plano atual, você consegue migrar facilmente para a Amil. Para esses casos, a operadora pede apenas que o contrato esteja em vigência com no mínimo 2 anos.

Para fazer a migração, você precisa apenas se dirigir até uma das centrais da Amil que estão espalhadas pelo Brasil, com os três últimos comprovantes de pagamentos do seu plano de saúde, todos os documentos dos beneficiários, assim como suas cópias – RG, CPF, Certidão de Nascimento e/ou de Casamento caso seja necessário -, além de uma cópia e original do comprovante de residência com data de pelo menos 60 dias.

Hapvida

Considerado um dos planos de saúde mais populares do Brasil, a Hapvida possui valores e serviços acessíveis a todas as classes, estando em destaque justamente por tal perfil de atuação no mercado. Diferente das empresas anteriores, a Hapvida aceita portabilidade apenas para três tipos de planos: Real Saúde, Ideal e Meridional. O consumidor precisa adequar-se dentro desses três perfis para solicitar a mudança. Além disso, são exigidas outras questões, como por exemplo:

  • O plano que será contratado não pode ter limite de carência vigente e também limite de idade;
  • O consumidor precisa ter todas as carências do plano anterior vencidas, ou estar com contrato vigente por pelo menos 2 anos para solicitar a portabilidade;
  • Você não pagará o equivalente das mensalidades, como acontecem nos planos anteriores. O valor segue a tabela de preço da própria Hapvida, estando claro, totalmente regulamentada.

A Hapvida possui centrais de atendimento especializadas em realizar apenas portabilidades para o plano. Em todos os estados onde a operadora atua, há uma sede específica e a mudança deve ser feita apenas nessa localidade.

Além desses, muitos outros planos de saúde já têm a possibilidade de portabilidade para a família inteira. Você pode consultar diretamente na empresa e saber quais os requisitos, caso ela não tenha sido listada acima.

Portabilidade de planos falidos

Sua família pode perder o plano de saúde caso a operadora do serviço venha a falir. Na regulamentação vigente a partir de 2009, também foram implantadas novas regras para esse tipo de mudança. As vantagens são bem maiores e não tantas burocracias atualmente. Veja os principais requisitos.

  • Não é mais preciso que seu novo plano seja totalmente compatível com o atual. Você pode optar por fazer a portabilidade para um serviço mais amplo, menos amplo, com carências diferentes ou qualquer outra característica que não seja semelhante ao que já é pago;
  • O cliente tem um prazo de até 60 dias, após o comunicado da operadora que encerrará os serviços, para comunicar o novo plano sobre a portabilidade. Após esse período o contrato será considerado como em uma nova adesão;
  • É preciso estar com as mensalidades do plano atual em dia e apresentar pelo menos os três últimos boletos quitados;
  • Caso a sua carência no plano antigo ainda esteja vigente, o novo contrato contará a partir desse período. Se faltarem, por exemplo, 6 meses para completar definitivamente os prazos, assim permanecerá com a nova operadora;
  • Assim como acontecem com as carências vigentes, também ocorrerá com os novos serviços contratados. Caso você tenha um atendimento que antes não englobava o seu plano, ele será tratado como novo e as carências contadas a partir da assinatura do atual contrato.

Além das características acima, outras que fazem parte da política interna de cada operadora de plano de saúde, serão aplicadas nessas situações. O que estiver fora da abrangência determinada pela ANS é automaticamente cuidado como um novo contrato.

A possibilidade de portabilidade para planos de saúde familiar está cada vez mais real e simples. Por outro lado, vale a atenção de cada consumidor manter-se sempre informado sobre as políticas internas da empresa contratada, assim como o que rege em seu contrato para evitar surpresas no futuro.

Gostou das dicas? Agora você já sabe como realizar a portabilidade do seu plano de saúde e continuar usufruindo dos melhores serviços médicos no Brasil. Deixe seu comentário e nos conte o que achou.

Entenda qual é o melhor plano de saúde para você (e para o seu bolso!)Powered by Rock Convert
Plano
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Plano de Saúde

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: