fbpx
Ir para o conteúdo
Planos de Saúde Saúde da mulher

O que você precisa saber sobre um plano de saúde para gestante!

Leitura: 9 min
189 visualizações

Não existe um plano de saúde para gestante, mas existe um plano que faz a cobertura completa do período pré e pós gestação! Diversas operadoras oferecem esse serviço, às vezes por um preço mais elevado.

Nesse texto, iremos falar um pouco mais dos benefícios, coberturas, planos e muito mais. 

 

Existe plano de saúde para quem já está grávida?

O recomendado é que a contratação de algum plano de saúde seja feita antes de engravidar, visto que a maioria dos planos exige um tempo que, dependendo, pode chegar até 300 dias (10 meses) após a contratação para permitir a realização de um parto.

Mesmo não podendo realizar o parto através do seu convênio médico, você poderá aproveitar várias outras funcionalidades que geralmente são liberadas 30 dias após a contratação, como consultas e exames.

Além disso, caso você tenha alguma complicação antes da 37ª semana da gestação, o seu atendimento estará garantido, já que se enquadra como uma condição de urgência e emergência.

 

Saiba que categoria de cobertura escolher

Atualmente existem uma infinidade de categorias de coberturas oferecidas pelos planos de saúde, porém para as grávidas é interessante (e necessário) poder contar com um plano ambulatorial e obstétrico, o que significa que a grávida poderá contar com serviços de internação, de parto, além do bebê ficar segurado por período pré-estabelecido pelo plano de saúde para gestante. Esse período de proteção pós-nascimento pode variar conforme as operadoras de saúde.

Geralmente os planos de saúde cobrem assistência ao bebê durante o período de 30 dias, passado esse período, a mãe precisa contratar uma cobertura ao bebê, ou caso o plano contratado seja familiar, basta apenas solicitar a inclusão do novo integrante da família no plano já existente.

Tudo na vida necessita de planejamento para que ocorra de maneira correta sem qualquer categoria de problemas, e com a gestação esse pensamento também é válido. Portanto, se você que está lendo esse texto possui o desejo de engravidar, siga os passos e dicas dados nesse texto que não haverá nenhum tipo de problema com cobertura de plano de saúde para você e para seu bebê. Para mais facilidade, acesse esse link, faça uma cotação e contrate o plano ideal que supra suas necessidades e do futuro membro de sua família. Quer segurança e tranquilidade na chegada de uma nova vida? Contrate um plano de saúde.

 

O que está incluso para o momento do parto?

Uma das formas mais seguras de como uma grávida deve se planejar para contratar um plano de saúde é ficar de olho na cobertura do seu plano antes de acertar tudo, pois depende muito de qual plano de saúde para gestante foi contratado.

Vale lembrar que alguns planos de saúde para gestante permitem reembolso, mas com limite de valor. Então veja se essa possibilidade se encaixa no seu bolso e no seu perfil de plano de saúde.

Sobre a opção de parto entre cesária ou parto normal, a decisão poderá ser sua e do seu médico. Porém, há uma regulamentação da ANS, de 2015, que incentiva a cobertura do parto normal pelos convênios. Não deixe de conversar com o seu especialista para você poder fazer a opção mais segura para você e para o seu bebê.

 

Atendimento dos planos

Mulheres que já possuem um plano de saúde com cobertura obstétrica podem não ter nenhuma restrição ao atendimento quando engravidarem. Estão cobertas mulheres que já possuem esse tipo de plano 300 dias antes da data prevista para o parto. Nesse caso, todos os exames do pré-natal e as despesas médicas e de internação estão cobertas, conforme as coberturas contratadas do plano.

Já as mulheres que engravidaram e não possuem um plano de saúde com cobertura obstétrica, precisam correr contra o tempo. Até a 5ª semana de gestação vale a pena contratar o plano, pois esse é o prazo máximo indicado por especialistas para obter o máximo possível de benefícios. Apesar de algumas carências, até a 5ª semana de gestação a maioria dos exames previstos no pré-natal estará coberta.

 

Atendimento para seu bebê

A mamãe deve estar ciente também que, em 30 dias contados do dia do nascimento, é necessário solicitar a inclusão do bebê como dependente no seu plano de saúde, sem ser preciso cumprir carências. Após esse prazo de 30 dias, a empresa poderá exigir a carência.

 

Vantagens dos Planos de Saúde

Assistência pré-natal

Um dos principais motivos que levam as gestantes a procurar por um plano de saúde é devido à assistência pré-natal. O acompanhamento médico é essencial durante a gravidez e, neste período, muitas mulheres se preocupam em não receber um tratamento adequado através do serviço público e com os altos custos do atendimento particular.

O plano de saúde garante conforto e atendimento de melhor qualidade, já que a usuária estará nas mãos de profissionais credenciados em centenas de hospitais e clínicas nas proximidades de onde reside. Além disso, dependendo do plano, há ainda a obtenção de serviços extras, marcação de consultas on-line e outros benefícios.

Tranquilidade na gestação

A gravidez é um período de muita tensão, sintomas indesejáveis, dores no corpo, instabilidade emocional e muita ansiedade durante a espera pelo nascimento da criança. Quando não há certeza se o serviço médico obtido nesta época será satisfatório, o estresse e a preocupação aumenta e faz com que os meses de gestação sejam ainda mais difíceis.

Durante os noves meses de desenvolvimento do feto, é muito importante que a mãe se sinta segura com relação aos serviços médicos obtidos. Preferência no atendimento, consultas frequentes e exames serão inevitáveis e, por isso, é importante ter um plano de saúde para garantir o máximo de tranquilidade e estabilidade emocional durante este momento tão especial.

Inclusão do bebê no plano

Uma grande vantagem dos planos de saúde para gestantes é a possibilidade de incluir o bebê no serviço sem nenhum custo extra. Se até o nascimento a usuária já estiver passado pelo período de carência, o bebê poderá ser cadastrado e usufruir de todos os serviços de saúde que constar no contrato do plano obtido.

Para isso, lembre-se de registrar o pequeno em até 30 dias após o nascimento. Na hora de contratar o plano, escolha também um serviço que seja com obstetrícia para poder usufruir dos benefícios exclusivos para gestantes. É possível também incluir o bebê no plano de saúde do pai sem nenhum custo.

Benefícios que cabem no bolso

Apesar de o plano de saúde para gestante ter um custo considerado alto para muitas pessoas, saber o quanto vai ser gasto por mês com saúde é uma vantagem única. Quem não tem um plano poderá enfrentar grandes surpresas ao receber um atendimento particular sem cobertura do serviço.

Para as gestantes que precisam ir mais vezes ao médico, um serviço particular obtido de forma individual pode sair caro para o bolso. Para muitos trabalhadores, os custos podem se tornar inviáveis e, não saber exatamente o quanto irá gastar durante a gravidez também pode acarretar diversos problemas financeiros.

 

Entenda qual é o melhor plano de saúde para você (e para o seu bolso!)

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: