O passo-a-passo para fazer o cartão do SUS para recém-nascido

O passo-a-passo para fazer o cartão do SUS para recém-nascido

1723
0
SHARE

Mamães que têm plano de saúde com cobertura obstetrícia sabem que seu bebê já nasce incluído automaticamente em seu plano pelos primeiros 30 dias de vida, garantindo a ele os mesmos prazos de carência já cumpridos pela titular. No entanto, alguns trâmites são necessários assim que o pequeno nasce, como a carteirinha de vacinação e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Este último continua sendo necessário para que ele tenha acesso mais fácil a qualquer serviço se algum dia for necessário, como vacinas e outros medicamentos gratuitos fornecidas pela rede. Ele é bem simples de ser tirado, mas mesmo assim preparamos um passo-a-passo para facilitar ainda mais a sua vida.

Rápido e simples, seu bebê já sai da maternidade com o cartão 

Se você quiser, nem é preciso sair da maternidade para fazer o cartão do SUS do seu filhote, já que as próprias unidades já estão preparadas para fornecê-lo aos papais antes mesmo da alta de mãe e filho. Mas se por algum motivo este não for o caso, o procedimento é bastante simples. Você pode ir diretamente em na unidade de saúde pública mais próxima da sua casa ou adiantar ainda mais o processo fazendo um pré-cadastro no site do Ministério da Saúde. Neste caso, leve o número do protocolo quando for com a criança na unidade de saúde dar continuidade ao pedido e pegar a carteirinha. Esse protocolo tem validade de 90 dias. Leve também comprovantes das informações que você prestou pelo site, como certidão de nascimento da criança, comprovante de endereço original e documentos de identidade (ID ou CNH e CPF).

Basicamente o que você vai precisar informar (se já não tiver feito o pré-cadastro pelo site) é:

Nome completo da criança.

CPF da criança, mas este documento não é obrigatório.

Data de nascimento.

Município de nascimento.

Nome completo da mãe.

É comum a mamãe estar bastante cansada ou atarefada nos primeiros dias com o bebê, afinal toda a rotina da casa muda bastante com achegada no mais novo membro da família. Não há problema, porque o papai também pode fazer o cartão do SUS da criança, já que não há obrigatoriedade da presença da mãe. Mas ele não pode esquecer de levar os documentos e as informações relativas a ela.

Quanto antes, melhor 

Mesmo tendo plano de saúde, o ideal é que o cartão do SUS seja feito o mais rápido possível já que ele garante o acesso aos serviços públicos e também a alguns particulares. Como nunca se sabe quando é que se vai precisar deles, é sempre melhor deixar tudo o que diz respeito à saúde sempre em dia. E isso vale também para os pais, que também devem ter seus próprios cartões do SUS. Se não tiverem ainda, a dica é aproveitar e fazer da família inteira de uma só vez. Quando receber o cartão, você deve plastificá-lo para garantir a sua durabilidade.

Mantenha-o sempre junto aos documentos do filhote, como uma cópia autenticada da certidão de nascimento e a carteirinha do plano de saúde. Você também pode adiantar alguns processos tirando o CPF do bebê, que será necessário para fazer o plano de saúde individual dele como titular ou incluí-lo oficialmente no seu após os primeiros 30 dias de inclusão automática. Sim, porque um pouquinho antes deste período terminar, ele deve ser cadastrado oficialmente em um plano para não perder a cobertura inicial gratuita.

Se tiver qualquer dúvida sobre este ou qualquer outro procedimento, entre em contato com um dos nossos vendedores especializados e pergunte tudo o que for necessário. Ele explicará a melhor forma de manter seu bebê perfeitamente protegido por um plano de saúde e você poderá ficar tranquila, sabendo que ele sempre terá acesso aos melhores médicos particulares sempre que precisar.

Mas se você ainda não tem um plano de saúde, não perca tempo: procure entre as operadoras que atuam na sua região os planos que mais têm a ver com o seu perfil e garanta já a sua tranquilidade conversando com um dos nossos vendedores!

Comments

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY