fbpx
Ir para o conteúdo
Exercícios Físicos Saúde

Musculação: como realizar um check-up para começar

Leitura: 4 min
810 visualizações

Todos sabem a importância das atividades físicas para a saúde, e a musculação tem conseguido cada vez mais adeptos entre todas as idades devido a seus resultados rápidos e eficientes – tanto para a estética quanto para o organismo. No entanto, é preciso cercar-se de alguns cuidados antes de começar, como um check-up completo, por exemplo. As academias pedem um atestado médico com prova de esforço, mas quem tem plano de saúde pode ir muito mais além e aproveitar para fazer uma varredura completa na saúde. É fácil, simples e vale muito a pena. Veja porquê.

Por que fazer o check-up funcional para musculação

O primeiro passo é procurar fazer uma listinha dos profissionais envolvidos (cardiologista, fisioterapeuta, ortopedista etc) para buscar entre os credenciados pelo seu plano de saúde individual, familiar, empresarial ou coletivo. Se já tiver médicos que o acompanhem, melhor ainda, já que eles terá acesso ao seu histórico facilitando qualquer diagnóstico. Se for a primeira consulta, não esqueça de levar anotadas todas as lesões que já teve, elas são importantes para o cálculo de lesões potenciais.

O exame funcional é importante porque durante os treinos de musculação seu corpo será bastante exigido – mas até o seu limite individual. E é justamente para conhecer esse limite que serve o check-up, por cada pessoa tem um conjunto funcional diferente da outra, às vezes apenas pequenos detalhes, mas que podem fazer toda a diferença no planejamento da série.

Conhecendo melhor sua condição biomecânica

O fisioterapeuta fará a avaliação de vários aspectos, entre eles o seu tipo de pisada (impressão plantar), captura de imagens durante a marcha para avaliação dos movimentos padronizados e da sua postura, por exemplo. Com estes dados ele fará um laudo com indicações para que então o professor de musculação elaborar a série ideal de acordo com as suas características e limitações.

Como anda seu coração?

A condição biomecânica, no entanto, é apenas uma parte do check-up – e o cardiologista é a mais importante delas. Ele deverá avaliar se não há arritmia cardíaca ou qualquer disfunção que impeça ou proporcione cuidados especiais ao treino. Se você for hipertenso ou já tiver qualquer cardiopatia, precisa perguntar ao seu médico se a musculação é indicada para o seu caso ou se deve fazer outro tipo de atividade física.

De uma forma geral, a musculação colabora para o fortalecimento do coração na medida em que combate o colesterol e regula a pressão sanguínea – mas a consulta com um cardiologista é imprescindível. E é ele que deverá fazer também a prova de esforço, necessária para medir a sua capacidade cardiorrespiratória.

Não esqueça da avaliação ortopédica

Sim, ela é muito necessária, porque muitas pessoas começam a fazer a atividade e depois começam a reclamar de dores na coluna ou nos joelhos, por exemplo. Por isso, é uma ótima ideia procurar um ortopedista e se prevenir antes de começar os treinos de musculação.

Inclua uma consulta ao nutricionista

Quer potencializar ainda mais os efeitos da musculação? Nada como uma dieta adequada à sua rotina, peso, idade e nutrientes. Vale a pena incluir uma consulta à nutricionista para que ela faça um plano alimentar individualizado.

Para quem ainda não tem plano de saúde, essa é a hora certa para fazer. A dica é pensar bem nas suas necessidades e escolher aquele que melhor se encaixa nelas, sem coisas que provavelmente não vai usar, mas com tudo o que precisa na sua rotina.

Faça uma simulação de preços online e converse com um vendedor especializado que buscará a melhor solução para você.

Plano
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Plano de Saúde

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: