Blog Plano de Saúde

Melhores planos de saúde do Brasil

Veja a classificação das melhores operadoras de planos de saúde do Brasil, segundo índice de desempenho da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

As operadoras de planos de saúde são avaliadas anualmente pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), órgão vinculado ao Ministério da Saúde, e cada uma delas recebe uma nota no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS).

A nota das empresas leva em conta o desempenho de atenção à saúde (40%), o desempenho econômico-financeiro (20%), o desempenho de estrutura de operação (20%) e o desempenho da satisfação dos beneficiários (20%). As notas variam de zero a 1, sendo 1 a nota máxima. De acordo com o índice, as operadoras foram classificadas em muito ruins (0,00 a 0,19), ruins (0,20 a 0,39), regulares (0,40 a 0,59), boas (0,60 a 0,79) e muito boas (0,80 a 1).

A modalidade das empresas também é discriminada. As modalidades se referem a operadoras que comercializam planos de saúde abertos para o público em geral. Veja ao final do artigo a explicação detalhada para cada uma das modalidades.

Veja na tabela abaixo os 10 planos de saúde que conseguiram as notas mais altas. O ranking só considerou planos de saúde abertos a interessados (os restritos a empresas ou associações de classe ficaram de fora).

Ranking dos melhores planos de saúde do Brasil


Operadora

Resultado do IDSS

Classificação

Modalidade

Unimed – Cooperativa de Serviços de Saúde Vales do Taquari e Rio Pardo LTDA.

0,8500

Muito bom

Cooperativa Médica

São Francisco Clínicas

0,801

Muito bom

Medicina de Grupo

Hospital Márcio Cunha

0,7916

Bom

Filantropia

Tempo Saúde Seguradora

0,7847

Bom

Seguradora Especializada em Saúde

Bradesco Saúde

0,7803

Bom

Seguradora Especializada em Saúde

Amil

0,7793

Bom

Medicina de Grupo

Notre Dame

0,7634

Bom

Seguradora Especializada em Saúde

Omint

0,7582

Bom

Medicina de Grupo

SulAmérica Seguro Saúde S/A

0,7563

Bom

Seguradora Especializada em Saúde

Golden Cross

0,7479

Bom

Medicina de Grupo

Optamos por não colocar na lista duas unidades de um mesmo grupo de operadoras. No caso da Unimed, por exemplo, optamos por incluir apenas a unidade com melhor classificação, a de Vales do Taquari e Rio Pardo. Se optássemos por incluir mais de uma unidade do mesmo grupo, também estariam na lista das 10 melhores operadoras as Unimeds de: Belo Horizonte (IDSS=0,8299), Londrina (IDSS=0,8274), Santa Catarina (IDSS=0,8139), Campinas (IDSS=0,8026), São José do Rio Preto (IDSS=0,7991), Goiânia (IDSS=0,7945), a Seguros Unimed (IDSS=0,791), Unimed Juiz de Fora (IDSS= 0,7883), a Central Nacional Unimed (IDSS=0,7848), Unimed Maringá (IDSS=0,784), Porto Alegre (IDSS=0,7692), Unimed Divinópolis (IDSS=0,7614) e a Unimed Nordeste (IDSS=0,7591).

Modalidades

Confira a seguir o que significam as modalidades das operadoras, segundo o Glossário Temático da Saúde Suplementar, do Ministério da Saúde/Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Como saber se o convênio que você deseja contratar é seguro?

Para saber se o plano de saúde que você deseja contratar é seguro, solicite à empresa que vende o plano de saúde o número de registro da operadora e do plano no banco de dados da ANS. 

Vá ao site da ANS, e acesse a seção de informações e avaliações de operadoras, lá você poderá: 

Conclusão

Agora que você já sabe quais são as melhores operadoras de planos de saúde, escolha a que melhor atende às suas necessidades. Antes de contratar o plano, leia os artigos “Como criar um planejamento para contratar um plano de saúde” e “5 perguntas antes de fazer um plano de saúde” para ver algumas dicas e não correr o risco de ser surpreendido.

Quais os benefícios de um plano de saúde?

Maior segurança e qualidade

O primeiro dos benefícios importantes de se ter um convênio de saúde é a segurança por saber que se porventura você ou seus familiares precisarem de um atendimento médico, receberão o melhor possível, sem ter que esperar por horas. Esse sentimento de segurança proporciona um imenso ganho na qualidade de vida.

Expectativa de vida

Tendo boas condições de manter uma saúde em dia, viver mais se torna apenas uma consequência. Além disso, a contratação do serviço garante muito mais tranquilidade ao saber que se alguma doença aparecer, você receberá um atendimento digno.

Coberturas nacionais

Vale a pena investir em um plano com cobertura nacional. Caso viaje muito, estará sempre tranquilo sabendo que esteja onde estiver, se algum acidente acontecer, você será atendido como merece.

Adoecer com menor frequência

Pode parecer contraditório, mas sim, quem conta com um convênio de saúde, possui mais facilidades em agendar consultas de rotinas. Conseguindo assim focar na saúde preventiva evitando doenças mais graves.

Rapidez para marcar exames

O mesmo vale para os exames médicos, quando se conta com um bom convênio de saúde, conseguir agendar e realizar um exame, por mais específico e/ou detalhado que ele seja, é muito mais fácil e rápido do que quando se conta apenas com o SUS.

Facilidade em consultas

Quando se depende do sistema único de saúde, muitas vezes existem listas de espera de meses para conseguir uma consulta médica. Quando você possui um convênio de saúde, é muito mais rápido e simples conseguir se consultar com um médico.

É importante saber:

Você deve notar dois pontos principais sobre a rede de hospitais, laboratórios e médicos conveniados ao seu plano:

  1. Nem todos os planos têm direito à internação hospitalar. Os planos que dão direito à internação hospitalar são os de tipo hospitalar com obstetrícia, hospitalar sem obstetrícia ou plano referência. Veja no seu contrato qual é o tipo do seu plano.
  2. Se atente à rede credenciada que seu plano cobre. Avalie bem na hora de contratar o plano de saúde quais são os hospitais, laboratórios e médicos a que você terá direito pelo seu plano. 

Especificamente sobre os hospitais, fique atento: sua operadora de plano de saúde só poderá descredenciá-los em caráter excepcional. Nesses casos, é obrigatório substituir o hospital descredenciado do plano por outro equivalente e comunicar essa mudança ao consumidor e à ANS com 30 dias de antecedência, exceto nos casos de fraude ou infração sanitária ou fiscal por parte do hospital retirado do convênio de saúde. 

Caso a operadora opte por descredenciar um hospital sem substituí-lo por outro equivalente, só poderá efetivar e comunicar a redução da rede hospitalar aos beneficiários após autorização da ANS.

O que o alguns planos de saúde não cobrem?

Os planos de saúde não podem negar a realização de um exame, especialmente se ele for solicitado por um médico, a fim de definir um diagnóstico médico.

Além de fiscalizar e regulamentar todo o setor, apenas a ANS pode e permitir exclusões de tratamentos e exames de acordo com a legislação, exclusões essas que inicialmente são situações como apenas como as seguir:

Esses são apenas alguns exemplos dos procedimentos e situações que podem ser negados pelos planos de saúde, segundo as regras impostas pela ANS.

Como funciona o reajuste das mensalidades?

Os planos de saúde individuais ou familiares só podem ser reajustados de duas maneiras: 

Em relação ao segundo item, solicite a empresa que vende o plano de saúde os valores das mensalidades de todas as faixas etárias, desse modo você conseguirá ter alguma ideia desses valores. O primeiro reajuste por mudança de faixa etária acontece aos 19 anos de idade. Após isso, ele ocorre de 5 em 5 anos, sendo o último reajuste, aos 59 anos de idade.

Quais documentos a operadora de saúde é obrigada a lhe fornecer quando você contratar um plano

A empresa é obrigada por lei a lhe fornecer os seguintes documentos:

ATENÇÃO: Para os planos de saúde coletivos, a entrega da cópia do contrato não é obrigatória pela operadora a cada beneficiário, no entanto, a cópia pode ser solicitada à empresa que contratou o plano.

Sair da versão mobile