fbpx
Ir para o conteúdo
Para Mulheres Saúde

Mamografia ou Ultrasom de Mama? Saiba a diferença!

Leitura: 5 min
7448 visualizações

Quase 60 mil novos casos todos os anos só no Brasil faz o câncer de mama ser um dos maiores desafios do país porque, apesar de tanto se falar sobre ele, a maioria dos casos ainda é descoberta apenas quando já está em estágio avançado. Mas não precisava ser assim. A mamografia é capaz de identificar gânglios em sua fase inicial, quando ainda são menores do que 1 cm. Em alguns casos, quando a mama é densa ou para confirmar um diagnóstico, é comum o médico indicar um ultrassom de mama. Pelo plano de saúde a beneficiária tem direito a ambos os exames de imagem, mas a questão é muita gente ainda pensa que eles são a mesma coisa. Por isso nós decidimos fazer um post justamente mostrando a diferença entre eles, assim fica mais fácil ainda você compreender a importância de ambos os exames – e usar sua carteirinha do plano de saúde como arma contra o fantasma do câncer de mama.

Com diagnóstico precoce chance de cura pode chegar a 98% 

O diagnóstico precoce do câncer de mama pode aumentar as chances de cura em até 98%, percentual nada desprezível para a doença que, só em 2013, ano da última estimativa feita pelo Ministério da Saúde, matou 14 mil mulheres. Para chegar ao diagnóstico precoce, no entanto, os exames de imagem são indispensáveis – e podem ser feitos pelo plano de saúde. Conheça agora as principais características da mamografia e do ultrassom de mama.

Mamografia

mamografia é o principal exame para rastreamento do câncer de mama, permitindo que o médico identifique nódulos, distorções da arquitetura mamária, microcalcificações e áreas densas assimétricas – estruturas que podem identificar uma neoplasia maligna, como também é chamado o câncer de mama.

Após os 35 anos ela deve ser feita anualmente de forma preventiva, mas também pode ser pedida a qualquer momento que o médico julgar necessário, como para analisar algum nódulo ou deformação identificada através do exame de toque, por exemplo.

mamografia é feita através de um aparelho radiográfico que pressiona as mamas vertical e horizontalmente e pode ser dolorosa, por isso o ideal é fazer o exame uma semana após a menstruação. Quando a mama é muito densa, no entanto, ou em outras situações, pode ser pedido um ultrassom mamário.

Ultrassom mamário

Quando a quantidade de tecido fibroglandular é grande e pode obscurecer nódulos ou outras alterações costuma-se dizer que a mama é radiologicamente densa, o que é comum em mulheres jovens, abaixo dos 35 anos. Neste caso, o ultrassom mamário é usado como exame complementar à mamografia – não devendo substituí-la de forma alguma.

O ultrassom consegue identificar se as lesões são sólidas (podem ser benignas ou malignas) ou císticas (quase sempre benignas), mostrando ainda se são ocas, arredondadas, ou seja, mostra também o contorno e a margem dos nódulos. Por isso, ele é essencial para a realização da biopsia, uma vez que permite identificar a localização exata onde a agulha deverá ser inserida para a retirada do material.

O exame é feito através de um aparelho comum de ultrassonografia abdominal, com a diferença de que a manopla ou ponteira é reta, e não curva. A mulher precisa apenas ficar com os seios desnudos, deitada de costas com os braços para cima. O médico passa então um gel e observa as imagens na tela. Depois essas imagens impressas vão para análise, que leva entre 15 e 30 minutos. O exame costuma ser totalmente indolor, a menos que a mulher já sofra anteriormente de hipersensibilidade na mama.

Exames que podem salvar vidas 

Ambos os exames podem salvar vidas, por isso é fundamental a consulta regular ao ginecologista do seu plano de saúde e a realização dos exames sempre que houver indicação. Procure se tocar e conhecer bem seu corpo e procure seu ginecologista sempre que notar qualquer alteração nas mamas. O exame de toque pode ser feito sempre que você se sentir confortável, como após o banho, por exemplo. O importante é você ter consciência de que seu plano de saúde pode ser um grande aliado contra esse fantasma que ronda o universo feminino.

Se você ainda não tem um plano de saúde não perca mais tempo. Veja quais as operadoras que oferecem o melhor plano de saúde individual para o seu perfil, faça uma simulação online sem compromisso e contrate seu plano agora mesmo. Você merece essa tranquilidade.

Plano
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Plano de Saúde

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas:

Faça um orçamento: