Ir para o conteúdo
Cirurgia Planos de Saúde Seus Direitos

Lista de Comorbidades para Bariátrica

Confira a lista com as comorbidades para bariátrica, que estão contidas as doenças que o obeso precisa ter para a realização da cirurgia.

Leitura: 6 min
4710 visualizações

Para ser um candidato à Cirurgia Bariátrica, o paciente precisa ser considerado obeso e apresentar alguns fatores de risco que realmente justifiquem sua operação, o que chamamos de Comorbidades para Bariátrica.

Comorbidade é a existência de duas ou mais doenças na mesma pessoa, isto é, é a possibilidade das patologias se potencializarem mutuamente, provocando o agravamento da outra e vice-versa.

É comum que o plano de saúde solicite uma série de exames e avaliações antes de aprovar ou rejeitar a realização desse tipo de cirurgia, pois trata-se de uma cirurgia altamente invasiva que apresenta grandes riscos para o paciente, que já está obeso.

No texto a seguir, falaremos quais são as comorbidades consideradas indicativas pela maioria dos planos de saúde para que a cirurgia bariátrica seja autorizada.

comorbidades para bariátrica

Quais são as Comorbidades para Bariátrica

Pacientes com IMC maior que 35 kg/m² e afetados por comorbidezes que ameacem a vida como:

  • Diabetes,
  • Apneia do sono,
  • Hipertensão arterial,
  • Dislipidemia,
  • Doenças cardiovasculares incluindo doença arterial coronariana, infarto de miorcárdio (IM), angina, insuficiência cardíaca congestiva (ICC), acidente vascular cerebral, hipertensão e fibrilação atrial, cardiomiopatia dilatada, cor pulmonale e síndrome de hipoventilação,
  • Asma grave não controlada,
  • Osteoartroses,
  • Hérnias discais,
  • Refluxo gastroesofageano com indicação cirúrgica,
  • Colecistopatia calculosa,
  • Pancreatites agudas de repetição,
  • Esteatose hepática,
  • Incontinência urinária de esforço na mulher,
  • Infertilidade masculina e feminina,
  • Disfunção erétil,
  • Síndrome dos ovários policísticos,
  • Veias varicosas e doença hemorroidária,
  • Hipertensão intracraniana idiopática (pseudotumor cerebri),
  • Estigmatização social e depressão.

comorbidades para bariátrica

A idade permitida para a realização da cirurgia pode incluir adolescentes com 16 anos completos, mas um pediatra deve estar presente na equipe multiprofissional e observar a consolidação das cartilagens das epífises de crescimento dos punhos. A cirurgia em menores de 18 anos é considerada experimental.

A seguir falaremos um pouco sobre as principais comorbidades para bariátrica e suas relações de indicação para a cirurgia.

Diabetes tipo II

A diabetes é uma das comorbidades para bariátrica. O exame de glicose é muito solicitado por médicos de planos de saúde que estão analisando potenciais pacientes à cirurgia bariátrica.

Através dos exames de glicemia é possível detectar o diabetes tipo II, muito comum em pacientes obesos e sedentários que muitas vezes necessitam desse tipo de cirurgia.

Apneia do sono

Outra doença dentre as comorbidades para bariátrica, apneia do sono é um distúrbio respiratório que acomete os obesos durante o sono, essa comorbidade é analisada de maneira precisa pela equipe multidisciplinar dos planos de saúde para que a cirurgia seja autorizada e consequentemente realizada.

A perda de peso em pacientes que são submetidos a esse tipo de cirurgia implica diretamente na melhora do quadro de apneia do sono, fazendo com que o mesmo tenha mais saúde e consequentemente qualidade de vida.

Doenças cardiovasculares

Nesse grupo de doenças estão a maioria de doenças ligadas ao mal funcionamento do coração, podendo ser citadas infarto agudo do miocárdio, presença de placas de gordura em veias e artérias, insuficiência cardíaca e muitas outras.

Essas doenças também são analisadas a fundo pelas equipes do plano de saúde, e ser portador de uma delas é praticamente obrigatório para ser submetido a uma cirurgia bariátrica.

Dislipidemias

As dislipidemias estão associadas com a quantidade gorduras no sangue, como colesterol e triglicerídeos que podem levar o surgimento de obesidade e algumas doenças cardiovasculares.

As dislipidemias são comorbidades para bariátrica, ou seja, grandes indicadores para que uma cirurgia seja realizada.

Se a equipe de um plano de saúde analisar os exames de determinado paciente e não encontrar nenhum tipo de dislipidemia, as chances da cirurgia bariátrica não ocorrer são grandes.

Ter um plano de saúde faz toda a diferença

Além de ser um fator de segurança à saúde das pessoas, um plano de saúde ainda é capaz de cobrir e oferecer todo o suporte necessário a um paciente que realmente necessite realizar uma cirurgia bariátrica.

Caso o paciente não apresente comorbidades para bariátrica necessárias, ele ainda pode contar com a ajuda do plano de saúde no que diz respeito a consultas com médicos, nutricionistas e demais profissionais da saúde, além de poder participar de campanhas voltadas à saúde, bem-estar e qualidade de vida, como caminhadas, oficinas de boa alimentação e muito mais.

Se você ainda não possui um plano de saúde, não perca mais tempo! Entre agora em contato com as operadoras de saúde da sua região e procure um plano que caiba no seu bolso e atenda suas necessidades. Ao contratar um plano de saúde você se mantém seguro. Clique aqui para pedir uma tabela.

Carine
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Carine Vasconcelos

Editora Chefe da empresa Bannet, formada em Publicidade e Propaganda, há mais de 6 anos, pela Faculdade Cearense, e apaixonada por conteúdo. Atua na área de Marketing e Produção Textual há quase 10 anos e acredita que, para termos sucesso em qualquer área, é preciso sermos felizes no caminho, afinal o amor pelo que fazemos é força motriz para atingirmos a excelência.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: