Ir para o conteúdo
Planos de Saúde

Existe tratamento para paralisia do sono pelo plano de saúde?

Leitura: 3 min
156 visualizações

A paralisia do sono é caracterizada como uma perda temporária das funções musculares enquanto você dorme. Geralmente, isso ocorre quando a pessoa está adormecendo, logo após ter adormecido ou enquanto está acordando.

De acordo com um estudo feito no EUA, as pessoas apresentam essa condição pela primeira vez entre os 14 a 17 anos de idade – sendo considerado algo comum, onde até 40% das pessoas experimentam ao menos uma vez essa condição.

Além disso, a paralisia do sono pode ocorrer junto com outros distúrbios do sono, como a narcolepsia – um distúrbio que causa sonolência avassaladora e “ataques de sono” repentinos durante o dia.

É importante ressaltar que a condição em destaque não é perigosa, embora possa parecer desesperadora para alguns.

O plano de saúde cobre tratamento de paralisia do sono?

Sim! Geralmente, os médicos que podem ajudar com esse tipo de enfermidade são neurologistas e até mesmo alguns tipos de psiquiatras.

Para o tratamento, basta procurar por um plano de saúde que tenha cobertura completa com médicos dessas especialidades em específico. Ainda não tem plano de saúde? Faça sua cotação online e gratuitamente e confira as melhores opções!

Quais os sintomas da paralisia do sono?

Saiba que a paralisia do sono não é uma emergência médica. Uma das características mais comuns de um episódio pode ser vista como a incapacidade de se mover ou falar – isso pode durar de segundas a cerca de dois minutos.

Além disso, você pode sentir outros sintomas como:

  • Medo;
  • Dores musculares;
  • Suor;
  • Sensação de algo te empurrando para baixo;
  • Sensação de como se alguém ou algo estivesse na sala;
  • Paranoia;
  • Sensação de que irá morrer;
  • Experiências de alucinações durante, imediatamente antes ou após o sono;
  • Dificuldade para respirar;
  • Dores de cabeça.

Os episódios dessa condição podem terminar sozinhos ou apenas quando outra pessoa toca ou move você. É normal, às vezes, você estar ciente do que está ocorrendo, mas ainda assim não conseguir se mover ou falar.

Como é feito o diagnóstico?

Infelizmente, não existe nenhum exame médico que consiga diagnosticar essa condição do sono – apesar de não ser necessariamente necessário um exame para diagnosticar.  

O médico poderá perguntar sobre seus padrões de sono e o histórico médico. Eles também podem pedir que você mantenha um diário do sono – documentando sua experiência durante esses episódios.

Em alguns casos, o médico poderá recomendar que você participe de algum tipo de estudo do sono durante a noite para monitorar suas ondas cerebrais e respiração. Geralmente, isso só é recomendado se a paralisia do sono estiver fazendo com que você perca a vontade de dormir.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: