fbpx
Ir para o conteúdo
Bem estar Saúde Sem categoria

Dor no peito: quais são as principais causas e o que fazer a respeito?

Leitura: 8 min
109 visualizações

A dor no peito é caracterizada por um desconforto que o indivíduo sente na parte frontal do corpo, em geral, acima do abdômen e abaixo do pescoço. Nem sempre o problema é sintoma de infarto ou angina e pode estar relacionada com fadiga muscular, ansiedade, excesso de gases ou problemas respiratórios.

Ela pode atingir várias intensidades e migrar para outras partes do corpo, como braços, pescoço ou costas. Logo é fundamental observar: quando ela acontece, qual é o seu tipo e se está acompanhada por outros sinais, como náuseas ou febre.

Neste post, vamos apresentar as principais informações que você precisa saber sobre dor no peito. Confira!

Quais são as causas da dor no peito?

A dor no peito pode apresentar várias causas. Confira, a seguir, as principais delas.

Excesso de gases

O acúmulo de gases é uma das causas mais comuns da dor no peito, não apresentando relação com problemas do coração. Essa reação surge com frequência em pessoas que sofrem com prisão de ventre, já que o excesso de gases no intestino pode pressionar alguns órgãos abdominais, o que acaba criando uma dor que se irradia para o peito.

Em geral, a dor é uma pontada aguda que desaparece, mas pode surgir repentinamente. Para resolver o problema, é importante realizar massagens na região do intestino ou caminhar por alguns minutos.

Refluxo

Os indivíduos que sofrem com refluxo e não apresentam uma alimentação balanceada têm mais chances de sentirem dor no peito. Isso porque o problema está relacionado com a inflamação do esôfago, que ocorre quando o ácido estomacal chega até as paredes do órgão.

Na maioria das vezes, a dor está localizada no meio do peito, surgindo acompanhada de forte incômodo no estômago e queimação. Uma boa dica para evitar o problema é beber chá de gengibre ou camomila, já que essas bebidas auxiliam na digestão e diminuem a acidez do estômago. Além disso, é importante manter uma alimentação saudável, sem alimentos picantes e gordurosos.

Problemas na vesícula

A vesícula biliar é um órgão pequeno, em formato de pera. Ela está localizada ao lado direito do estômago e abaixo do fígado. As inflamações são em decorrência da presença de pedras ou o consumo exagerado de alimentos gordurosos. Quando isso ocorre, surge uma dor do lado direito do peito que se irradia para o coração, podendo ser confundido com um infarto.

Para evitar essa situação, é essencial ingerir o mínimo de alimentos com muita gordura, além de beber água com frequência.

Inflamação da caixa torácica

A caixa torácica é formada por um conjunto de ossos que protegem os órgãos vitais na região do tórax, como o pulmão e coração. Esses ossos são as costelas, que podem ter infecção em decorrência de alguma pancada.

Consequentemente, é possível sentir fisgadas fortes, o que dá a impressão de uma dor no peito, mas que, na verdade, está nos ossos.

Estresse e ansiedade

O estresse e a ansiedade podem causar um aumento da tensão dos músculos nas costelas e aumentar o batimento cardíaco. Essa combinação causa uma sensação de dores no peito, que aparecem mesmo quando o indivíduo não se sente estressado, mas teve discussões um momento antes, por exemplo.

Em geral, esse problema é acompanhado de outros sinais como náuseas, excesso de transpiração, respiração rápida e alteração no funcionamento do intestino. Para evitá-lo, é importante fazer alguma atividade prazerosa, tomar um chá calmante ou repousar em um local tranquilo.

Dores musculares

A lesão muscular é bastante comum no dia a dia, principalmente em pessoas que costumam ir à academia ou praticar algum esporte. Entretanto, ela também ocorre após atividades mais simples como carregar objetos pesados. Além disso, durante o medo ou estresse, os músculos ficam contraídos, o que resulta em dor e inflamação.

Nessa situação, a dor piora ao respirar, mas também se agrava em um simples movimento do tronco. Um bom modo de aliviar essa dor é aplicar compressas de água e repousar. Além disso, também é importante alongar os músculos do peito.

Problema nos pulmões

Antes de ser um sinal de problema no coração, as dores no peito são comuns em mudanças que ocorrem nos pulmões, como infecção, asma e bronquite. Uma parcela do pulmão está localizado atrás do coração e no tórax, assim a dor pode ser confundida com uma reação cardíaca.

O indivíduo sente dor no peito ao tossir, o que piora ao respirar, principalmente ao inspirar fundo. Outros sintomas incluem tosse frequente, chiado ou falta de ar.

Em todos esses casos é fundamental buscar a ajuda de um médico especializado para que ele identifique a causa da dor e inicie um tratamento adequado.

Como saber se a dor no peito é pânico, ansiedade ou ataque cardíaco?

No ataque de pânico, os sintomas surgem abruptamente e fazem com que o indivíduo imagine algum desfecho catastrófico de outras doenças. A crise dura cerca de meia hora, mas na maior parte das vezes leva 5 minutos.

Nesse caso, as dores estão concentradas no pescoço, tórax e peito, e não causam a pressão sentido no infarto, mas são acompanhadas de outros sinais, como dores de cabeça, tontura, suor e falta de ar, sendo fundamental ter alguém por perto para auxiliar e acalmar a pessoa.

Na ansiedade, os pensamentos vêm antes do sintoma físico, mas, se os sinais estiverem muito constantes, eles podem causar crises como tremor no corpo, palpitação e falta de ar.

O ataque cardíaco, por sua vez, ocorre quando a artéria que irriga o coração sofre algum problema, como o entupimento, e não consegue transportar o sangue até o músculo. O sintoma mais comum é uma dor bastante forte no peito que se irradia para o abdômen, queixo e braços. A ajuda médica é essencial o mais rápido possível.

Como vimos, a dor no peito apresenta diversas causas, como excesso de gases, refluxo, estresse, ansiedade, entre outros. Por isso, é muito importante observar as características da dor e se existem outros sintomas associados. Caso ela não melhore, se irradie para o braço e mandíbula, procure um médico imediatamente para que ele possa tratar o problema.

Gostou deste texto? Então, que tal assinar a nossa newsletter e receber conteúdos como esse diretamente em seu e-mail?

Bruno
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Bruno Avelino

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: