fbpx
Ir para o conteúdo
Plano de Saúde para Crianças Planos de Saúde Saúde

Diferencial em ter um plano de saúde para seu filho

Leitura: 12 min
600 visualizações

A independência do Sistema de Saúde Pública, o SUS, está cada vez maior. Quando há filhos envolvidos, a atenção sobre os gastos com plano de saúde requer ainda mais atenção. É preciso saber o que gastar, como gastar e, principalmente, quanto gastar claro que todo mundo busca sempre a economia e o melhor custo – benefício sobre os serviços de rotina. Contudo, nem sempre é viável optar pelo plano mais barato sem saber se ele é completo o suficiente para honrar com todas as necessidades da criança.

Você saberia dizer quais os maiores diferenciais em se ter um plano de saúde para seu filho? Pensando nessas questões, listamos alguns dos principais benefícios do serviço, assim como dicas importantes na hora de decidir qual plano escolher para esses casos. Confira.

Não há prazo de carência do plano de saúde para criança recém-nascida

A carência para planos de saúde de crianças segue a mesma regra que os demais grupos. A única exceção é para recém-nascidos. Quando a mãe já cumpriu os prazos pré-determinados pela seguradora, não se faz necessário que a criança que nasceu passe por todos eles novamente. Sendo assim, o bebê já nasce com o tempo de carência cumprido.

Essa regra se faz válida apenas se os pais informarem e registrarem a criança como dependente do plano de saúde com um prazo máximo de 30 dias após o nascimento. Caso isso não aconteça, se faz necessário um novo contrato e, por consequência todo o prazo comum de carência a ser cumprido.

Dependendo da seguradora do plano de saúde, com a inclusão do recém-nascido, mesmo dentro do prazo de 30 dias, podem existir algumas restrições. Isso inclui área de abrangência do atendimento e procedimentos sobre o acesso do bebê a algumas consultas. Atendimento de urgência e emergência estão liberados obrigatoriamente, de acordo com a regulamentação da ANS. Então é sempre indicado analisar essas informações caso a titular esteja grávida ou pretendendo engravidar.

Atenções necessárias ao contratar um novo plano de saúde para crianças

Você pode perceber no item acima que as operadoras de plano de saúde incluem a criança nos prazos de carência, levando em conta aqueles já cumpridos pela mãe. Contudo, há pais que só se atentam em contratar o serviço após o nascimento do filho. Para essas situações, as regras contratuais comuns seguem normalmente. Se for um plano de saúde feito apenas para a criança, vale analisar as operadoras e ver quais serviços especializados para essa faixa de idade. Algumas empresas já ofertam planos com carências e atendimentos especiais e diferenciados, levando em conta as principais necessidades infantis.

Para planos feitos a partir do nascimento da criança e que englobam a família inteira, vale aqueles com o melhor custo-benefício para todas as faixas de idade. Leve em conta também a permanência na operadora do serviço, já que não é tão conveniente trocar de empresa porque ela não abrange mais a idade de todos os associados.

Principais requisitos para um bom plano de saúde infantil

Há alguns diferenciais importantes na hora de escolher o plano de saúde para seu filho. Quanto menor for a criança, mais necessidades ela terá e, portanto, uma maior abrangência precisa-se para o serviço. Bebês, por exemplo, após os primeiros procedimentos comuns dos 30 dias de nascido – teste do pezinho, teste da orelhinha, vacinas, entre outros -, isso requer um retorno à pediatras e outros médicos pelo menos uma vez ao mês, durante o primeiro ano de nascido. Por isso, não dá para ter um serviço que limite a quantidade de consultas ou exames, nessas situações.

O segundo requisito se refere ao tempo de espera. Para planos feitos a partir do nascimento da criança, os pais precisam aguardar as carências comuns, regulamentadas pela ANS e que já explicamos nos dois tópicos acima. Então como a criança precisa de cuidados frequentes, isso pode se transformar em um grande contratempo. A saída mais eficiente é buscar uma operadora do serviço logo quando engravidar. Assim, os principais atendimentos já fugirão do limite da carência quando o bebê tiver nascido.

Diferenciais de um bom plano de saúde infantil

Quando se fala em atendimento como requisito para escolher o melhor plano de saúde para seus filhos, o atendimento é um dos primeiros diferenciais. Hoje já existem operadoras que dispõem de equipes e atendimentos especializados, como pediatras em domicílio, muito importante para aqueles pais que sofrem com problemas de mobilidade de seus filhos, geralmente com quadros de patologias crônicas, síndromes variadas e sequelas neurológicas que impedem os pequenos de se movimentarem normalmente.

A fototerapia neonatal é outro diferencial importante. Esse procedimento médico é indispensável para o acompanhamento de crianças com nascimento prematuro. Além do exame, também há outros procedimentos que envolvem o atendimento diferenciado para esses e outros casos de tratamentos especiais.

A Agência Nacional de Saúde regulamenta que é preciso ofertar um atendimento básico para os associados de planos de saúde. Contudo, sabemos que há casos onde a criança precisa de tratamentos especializados e você precisa se certificar se a empresa cobre esse tipo de serviço ou se tem um plano diferenciado e/ou complementar para o perfil do novo associado.

O que analisar antes de contratar um plano de saúde para seu filho?

Levando em conta questões citadas nos tópicos anteriores, alguns pontos passam a ser importantes na hora de decidir entre uma operadora de plano de saúde e outra. É importante conhecer todos e saber o que levar ou não em conta nesse momento.

Atendimento ambulatorial

É importante ter um atendimento ambulatorial no caso de planos de saúde de crianças, devido os procedimentos de urgência e emergência que se fazem necessários em alguns momentos. Esse tipo de atendimento inclui exames básicos e consultas complementares, tanto em hospitais como em clínicas.

O atendimento ambulatorial cobre qualquer necessidade da criança, incluindo também exames completos, desde que a sua permanência de internação não ultrapasse as 12 horas. Esse perfil de plano não cobre internações hospitalares, mas cobrem outros exames mais sérios como diálise peritonial, hemoterapia ambulatorial, quimioterapia ambulatorial, radioterapia e hemodiálises.

Procedimentos pós-natal para a mãe e para o filho

Caso o plano de saúde seja contratado antes do parto, se faz necessário um serviço de pré-natal e também pós-natal. Contratar tal cobertura posteriormente pode sair bem mais caro do que investir em um plano mais completo. O atendimento pós-natal inclui acompanhamento tanto para a mãe como para o filho nos primeiros meses após o nascimento do bebê.

Mesmo que os chamados “exames dos 30 dias” – exame do pezinho, exame da orelhinha, etc. -, sejam feitos gratuitamente em rede pública, ter um plano que também cobre esse procedimento faz com que o bebê já saia do hospital com todos em dia, inclusive as vacinas.

Pediatras cadastrados

Antes de fechar um contrato com qualquer operadora de plano de saúde, peça o acesso ao plano para ter conhecimento de quantos pediatras estarão disponíveis para a criança e também quais são eles. Saber quem tratará dos primeiros cuidados do seu filho é indispensável para evitar problemas no presente e no futuro. Sabemos que a saúde infantil é bastante delicada e, justamente por isso, precisa de profissionais competentes e especializados.

Médicos para necessidades especiais

Crianças com disfunções de nascenças ou adquiridas, precisam de atendimentos especializados e esse cuidado deve estar entre os benefícios do plano de saúde. O atendimento para necessidades especiais inclui tratamento de leucemia, disfunções cerebrais, anomalias físicas, câncer em geral e outras doenças.

Algumas operadoras disponibilizam atendimentos para necessidades especiais como um serviço complementar. Isso significa que o paciente tem a opção de contratar ou não, levando em conta o perfil da criança. Essa opção é válida para planos de saúde sob medida e a variação de preço é muito relativa de fato, pois depende do tratamento escolhido.

Área de abrangência para atendimento

Ter a possibilidade de cobertura de um plano de saúde na sua cidade e também em qualquer lugar para onde você viaja é um diferencial de muita importância. Esses planos são ainda mais eficientes quando a família tem um estilo mais nômade e precisa mudar de lar com frequência e em pequenos espaços de tempo. Com isso, as carências não são perdidas e você não precisa refazer uma busca de novas empresas a cada mudança.

Lembre-se sempre que você está em busca de um plano de saúde para o seu filho. Como já foi dito acima e também sempre reforçamos em outros posts do site, os pequenos sempre possuem necessidades especiais, pois estão ainda com o corpo em formação. Esse fato eleva o valor dos planos em algumas operadoras, então optar pelo mais barato, sem levar em conta o que você terá de benefício pode ser um grande erro.

Busque também um plano que possa lhe servir por um longo prazo. Operadoras de planos exclusivamente infantis são boas e até mais baratas, mas não para quem deseja uma relação a longo prazo com a empresa.

Você tem alguma operadora de plano de saúde com ótimo atendimento para crianças? Deixe seu comentário e nos diga o que acha da empresa!

Plano
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Plano de Saúde

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: