fbpx
Ir para o conteúdo
Odontológico Para Mães e Filhos Plano de Saúde para Crianças

Criança precisa de plano odontológico?

Leitura: 6 min
639 visualizações

Os cuidados com a higiene bucal devem começar já na primeira infância, antes mesmo dos primeiros dentinhos despontarem. Mas será que elas precisam de plano odontológico tão cedo?

A higiene bucal é necessária não só para manter a saúde da gengiva dos bebês e garantir a saúde das dentições futuras, como também para ajudar a criar e manter o hábito de cuidar dos dentes da forma adequada.

Nesse cenário, o plano odontológico é um grande aliado, já que possibilita a prevenção e o tratamento de diversos males sem pesar no bolso. Veja agora porque o plano odontológico é tão importante para as crianças.

Plano odontológico para crianças ajuda a prevenir cáries desde a primeira infância

Muito se engana quem pensa que basta não dar doces: a higiene bucal vai muito além da escova de dentes e deve começar bem cedinho, quando a criança ainda é bebê banguelinha.

Quando a higiene começa logo nos primeiros dias da criança, os benefícios podem se estender por toda a sua vida adulta, traduzidos em dentes e gengivas fortes e saudáveis.

O ideal é começar fazendo a limpeza da gengiva a partir da primeira ou segunda semana da criança nascida, com uma gaze bem limpinha e leve embebida em água filtrada e fervida, retirando suavemente qualquer resíduo de leite.

Quando o primeiro dentinho nascer, o cuidado deve continuar, podendo ser usada também uma fralda de pano ou uma escova de dentes bem macia e até trocar para um creme dental adequado para a idade – inclusive em relação à quantidade.

De acordo com os especialistas, para crianças de até 3 anos, a quantidade de pasta de dente deve corresponder ao tamanho de um grão de arroz cru.

Isso porque a criança ainda não sabe cuspir, e se ela chegar a ingerir, a quantidade de pasta é insignificante para o organismo, mas suficiente para prevenir as cáries.

Confere só essas dicas para higienizar a boca dos bebês:

Faça da escovação um momento de aproximação com as crianças

Segundo os odontopediatras, a higiene bucal deve ser feita sempre entre as amamentações e entre as refeições, mostrando que a escova de dentes é amiga e o hábito pode até ser divertido.

Mamães e papais podem aproveitar para fazer desses momentos algo muito especial, reforçando o vínculo ao escovarem juntos os dentes, mostrando um ao outro como é que se faz.

E é aí um dos momentos em que o plano odontológico se torna um verdadeiro amigão, facilitando o acesso ao dentista para aprender a escovar direitinho, buscando qualquer sinal precoce de cárie e analisando a necessidade de usar aparelho ortodôntico.

Lá pelos 8 anos, os cuidados redobram, porque é a tal da idade da independência, quando os pequenos começam a escovar os dentes totalmente sozinhos por já terem capacidade motora adequada para a tarefa.

Sempre é bom dar uma fiscalizada discreta, mas também é importante criá-los com a consciência de que é deles mesmos a responsabilidade pela saúde bucal e da sua importância para um organismo saudável.

Plano odontológico ajuda a prevenir e corrigir desvios da higiene bucal

Com o plano odontológico, no entanto, fica muito mais fácil acabar com qualquer cárie antes mesmo que ela comece a causar os primeiros transtornos – e aproveitar para bisbilhotar o que está acontecendo de errado. A escovação está correta?

A criança está comendo doces escondida? Ela está tendo o exemplo adequado em casa? A quantas anda a sua própria higiene bucal?

É sempre bom lembrar que o plano odontológico é tão baratinho que a família inteira pode fazer sem pesar no bolso.

Além disso, ele pode evitar várias consultas a outros médicos, já que há várias bactérias da boca, de uma simples cárie, que podem causar infecções até graves nos ouvidos, na garganta, nos seios da face e até no tórax e no cérebro, levadas pela corrente sanguínea.

Crianças são mais vulneráveis às infecções causadas pelas cáries e inflamações na gengiva

O problema fica mais complicado quando se trata de pessoas com defesas naturais mais frágeis, como idosos e crianças.

Como algumas infecções podem ser silenciosas, o ideal é não perder a regularidade das consultas ao dentista, garantidas pelo plano odontológico.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a recomendação é que a ida ao dentista ocorra no mínimo uma vez por ano.

Nessa consulta, o dentista deverá fazer uma limpeza dos dentes, verificar se há fratura, cárie e inflamação na boca, e fazer radiografias em caso de maiores suspeitas – tudo que for necessário e estiver de acordo com a cobertura do seu plano odontológico.

Hoje há vários tipos de planos no mercado e você pode escolher a cobertura que melhor se encaixa nas suas necessidades e da sua família.

(Fontes: Uol e Blog da Saúde)

Agora que você já sabe como o plano odontológico é importante para as crianças, não deixem seus pequenos sem a higiene bucal adequada.

Aproveite e faça um plano odontológico para toda a família e evite o barulho do motorzinho sem necessidade. Clique aqui e peça a sua cotação agora mesmo!

Recomendado para você:

Postagens mais vistas:

Faça um orçamento: