Ir para o conteúdo
Bem estar Exames Saúde

Como Saber o Tipo de Anemia e o Melhor Tratamento

Leitura: 11 min
461 visualizações

Você sabia que existem vários tipos de Anemia? Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, a Anemia pode ter várias causas e, consequentemente, vários tratamentos.

O plano de saúde pode ser um ótimo aliado para quem sofre com anemias. Através de consultas regulares, é possível garantir uma vida saudável e longe de grandes problemas.

Confira agora tudo sobre a Anemia, seus tipos, suas causas e como tratá-la da maneira correta.

O que é Anemia?

A anemia é um distúrbio do sangue caracterizado pela diminuição da quantidade de hemoglobina, o pigmento que confere cor aos glóbulos vermelhos, – também chamados de hemácias ou eritrócitos – cuja função é transportar oxigênio dos pulmões para todas as células do corpo.

Essa diminuição pode ser aguda, resultante da perda súbita de sangue ou pela destruição aguda dos glóbulos vermelhos, ou crônica, quando a diminuição da hemoglobina se instala de forma mais lenta e geralmente progressiva, sendo produto de variadas causas.

A diminuição da hemoglobina determina déficit de oxigênio em todos os órgãos do corpo. Contudo, os mais afetados por essa condição é o sistema nervoso central, o coração e os músculos.

A anemia é a doença crônica de maior frequência em todo o mundo e tem especial predileção por crianças abaixo de dois anos e por mulheres.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 30% da população mundial é anêmica. Apesar da elevada prevalência, essa é uma doença de fácil tratamento, já que, na maior parte dos casos, está relacionada com a deficiência de ferro, mineral que faz parte da composição da hemoglobina e, portanto, é essencial para a produção adequada deste pigmento.

anemia

O que causa a Anemia

As causas básicas da anemia é a deficiência de ferro, tanto em crianças como em gestantes ou lactantes. Ou seja, a insuficiência de alimentos que são fontes de ferro ou que tenham baixa biodisponibilidade desse mineral.

Na gestante, a anemia pode ser causada também pelas baixas reservas de ferro pré-concepcionais e a elevada necessidade do mineral em função da formação dos tecidos maternos e fetais.

A anemia ocorre quando o sangue não possui sangue vermelho suficiente. E a causa disso pode ser o sangramento, que faz com que você perca os glóbulos vermelhos mais rapidamente do que eles podem ser substituídos ou quando seu corpo destrói os glóbulos vermelhos.

Se não tratada, a anemia pode causar algumas complicações, como

  • problemas cardíacos (arritmia);
  • problemas na gravidez (parto prematuro);
  • excesso de fadiga (cansaço);
  • diversas complicações para as crianças (retardo do crescimento, da aprendizagem, da coordenação motora, fadiga e outros efeitos comportamentais);
  • morte.

Sintomas da anemia

Os principais sinais e sintomas da Anemia são:

  • Fadiga generalizada;
  • Anorexia (falta de apetite);
  • Palidez da pele e mucosas (parte interna do olho, gengivas);
  • Menor disposição para quaisquer atividades;
  • Dificuldade de aprendizagem nas crianças;
  • Apatia (crianças muito “paradas”);
  • Falta de ar;
  • Tonturas;
  • Dor no peito;
  • Mãos e pés frios;
  • Dor de cabeça.

Ao sentir os sintomas listados, o paciente deve procurar um médico do plano de saúde imediatamente para o diagnóstico e tratamento.

Diagnóstico

O conjunto de sintomas e o exame clínico apontam para a hipótese de anemia, mas o diagnóstico não existe sem a realização de alguns exames laboratoriais, como hemograma, que faz a contagem dos elementos constituintes do sangue e analisa sua morfologia.

Níveis de hemoglobina abaixo das faixas consideradas normais já definem o estado de anemia. A forma dos glóbulos vermelhos, por sua vez, é bastante indicativa do que está causando a condição.

Na deficiência de ferro, por exemplo, os eritrócitos se apresentam em microcitose, ou seja, são menores que o normal.

Outros testes podem ser precisos para confirmar a origem da síndrome, como a determinação dos níveis do estoque de ferro e de vitamina B12 no organismo, entre outros métodos mais específicos.

Peça aqui uma Tabela de Preços para cotar um plano de saúde e tratar sua anemia.

Tipos de Anemia e seus respectivos tratamentos

Existem muitos tipos de anemia que, em geral, manifestam sintomas semelhantes, mas têm causas diferentes. Veja abaixo quais são os tipos e como dar o devido tratamento.

anemia

Anemia Falciforme

Tem origem genética, ou seja, esse tipo de anemia é hereditária e pode ser transmitida de pais para filhos. As células vermelhas são deformadas (ficam parecidas com uma foice, por isso, o nome falciforme) e com membrana alterada, rompendo-se facilmente e tendo baixa capacidade de transportar oxigênio.

Atenção para não confundir a anemia falciforme com a ferropriva, esta é muito mais comum.

Tratamento: pode incluir a administração de oxigênio, medicamentos para alívio de dores, além de fluidos orais e intravenosos para reduzir a dor e prevenir complicações.

Há casos de transfusões de sangue, suplementos de ácido fólico e antibióticos ou até mesmo transplante de medula óssea. Outra opção é utilizar um medicamento contra um câncer chamado hidroxiureia (Droxia, Hydrea).

Anemia Ferropriva

E a mais comum das anemias, causada geralmente pela alimentação escassa de ferro. Essa deficiência no organismo leva a uma diminuição da produção, tamanho e teor de hemoglobina dos glóbulos vermelhos.

O ferro é um mineral de extrema importância para nós, já que a produção dos glóbulos vermelhos e sua baixa dose no sangue compromete toda a produção das hemácias.

Tratamento: basicamente tomar suplementos de ferro e fazer mudanças na sua dieta. Porém se a causa deficiência de ferro for a perda de sangue, a fonte do sangramento deve ser localizada e interrompida, em alguns casos, com cirurgia.

Anemia Perniciosa/Megaloblástica

Esse tipo de anemia se desenvolve pela falta da vitamina B12, onde existe a baixa contagem de hemácias devido a pouca quantidade dessa vitamina no organismo.

A vitamina B12 é encontrada principalmente em carnes, ovos e leites, por isso, os vegetarianos e veganos precisam suplementar.

Tratamento: envolve suplementação de ácido fólico e dietéticos, que aumenta esses nutrientes em sua dieta.

Em casos do sistema digestivo ter problemas para absorção da vitamina B12, é preciso de injeções contendo a vitamina. E a recorrência só o seu médico do plano de saúde poderá dizer.

Anemia Hemolítica

Em pessoas saudáveis, os glóbulos vermelhos duram por cerca de 120 dias antes de serem descartados pelo organismo. Na anemia hemolítica, os glóbulos vermelhos no sangue são destruídos antes do tempo, sem dar tempo de serem repostos pela medula óssea.

Também pode ser uma doença autoimune, causada pela destruição das células vermelhas pelo próprio organismo.

Tratamento: é preciso tratar as infecções e tomar medicamentos que suprimam o sistema imunológico. Algumas vezes, é indicado uma transfusão de sangue ou plasmaférese (filtragem de sangue) ou até mesmo a remoção do baço.

Anemia Aplástica

É um tipo de anemia rara e traz risco à vida. Causada pela produção insuficiente de células vermelhas pela medula óssea. Dentre as causas, está infecções, doenças auto-imunes e exposição a produtos químicos tóxicos.

Tratamento: transfusões de sangue para aumentar os níveis de glóbulos vermelhos ou transplante de medula óssea.

Anemia de Fanconi

Doença genética e hereditária rara e presente em crianças, com o surgimento de mal formações congênitas, observadas no nascimento, falência progressiva da medula óssea e predisposição ao câncer, alterações que são geralmente notadas entre os 3 e 12 anos.

Apresenta alterações nos ossos, manchas na pele, comprometimento renal, baixa estatura e maiores chances de desenvolvimento câncer, mas sua principal manifestação é a diminuição da produção das células sanguíneas pela medula óssea.

Tratamento: é necessário acompanhamento regular com hematologista, que orienta transfusões de sangue ou transplante de medula óssea e pode prever o surgimento de câncer.

Baixe gratuitamente aqui o material exclusivo sobre o Plano de Saúde e o Tratamento do Câncer.

Conclusão

Palidez, gengivas esbranquiçadas e unhas descoloridas podem ser sinal de anemia: procure um médico para diagnóstico e tratamento, se necessário.

Opte por uma alimentação saudável e variada, pois é indispensável para prevenir a ocorrência de anemias causadas por carência nutricional.

O risco de anemia aumenta na gestação e durante o aleitamento materno, nos primeiros anos de vida das crianças e nos idosos, por isso, procure um médico para fazer a suplementação correta e evitar a anemia.

Se você apresenta sintomas de anemia e ainda não tem um plano de saúde para consultas regulares, clique aqui e faça uma simulação online sem compromisso com um de nossos consultores.

Fonte: Minha Vida.

Carine
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Carine Vasconcelos

Editora Chefe da empresa Bannet, formada em Publicidade e Propaganda, há mais de 6 anos, pela Faculdade Cearense, e apaixonada por conteúdo. Atua na área de Marketing e Produção Textual há quase 10 anos e acredita que, para termos sucesso em qualquer área, é preciso sermos felizes no caminho, afinal o amor pelo que fazemos é força motriz para atingirmos a excelência.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: