Ir para o conteúdo
Planos de Saúde

Como fazer uma cotação de convênio médico!

Leitura: 6 min
195 visualizações

A cotação de convênio médico é um dos fatores fundamentais na hora de fazer a escolha de uma assistência médica – seja para você, sua família ou até mesmo sua empresa.

Quando falamos de cotação, nos referimos ao valor – ou seja – o preço inicial de um plano de saúde. Dependendo dos benefícios que o plano oferece, esse valor pode maior ou menor. Apenas uma pequena diferença na cotação de convênio médico pode influenciar muito na escolha das operadoras de saúde.

FAÇA A SUA COTAÇÃO AQUI!

O que pode influenciar na cotação de convênio médico?

Um dos fatores principais, e que principalmente influência na cotação de convênio médico é em questão sobre a quantidade de serviços que o plano de saúde dá direito ao beneficiário. Por exemplo, um plano de saúde que apenas inclua consultas e exames normalmente (e tendencialmente) é mais barato que outro que também ofereça junto tratamentos odontológicos e o direito a internação hospitalar emergencial. 

Outra condição importante a se destacar sobre a cotação de convênio médico, é que o plano só concede direito ao atendimento na cidade em que você mora tende a ser mais barato do que outro que permita que você seja atendido em qualquer lugar do país. 

A idade do beneficiário, também é destacada como um fator muito significativo e que influencia diretamente no preço de um plano de saúde. Quanto mais idoso o beneficiário for, maiores são as chances de que ele precise usar os serviços de saúde com mais frequência, e por isso, as operadoras tendem aumentar com o valor do convênio.

Nós podemos te ajudar!

Você sabia que o nosso site de cotação (planodesaude.net) é especializado em realizar cotações para diversos tipos de planos de saúde?

Isso mesmo! Basta informar o tipo de plano desejado, sua região, se pretende colocar dependentes e prontinho, sua cotação chegará até você em minutos. Sem contar que você também pode contar com toda a assistência de nossa equipe.

Ficou interessado em fazer uma cotação conosco, sem compromisso e com muita praticidade? Basta clicar aqui!

O tipo de plano de saúde também influencia na sua cotação!

Planos individuais

O ajuste conforme mudança de faixa etária é igual para qualquer tipo de plano, ou seja, sempre que você mudar de uma faixa etária para outra, o valor do seu plano vai subir. Essas mudanças acontecem dos 18 aos 59 anos, com intervalos de 5 anos. A primeira mudança acontece dos 18 para os 19, a seguinte com 24, depois com 29 e assim por diante, até os 59. E a partir dos 59 não existe mais mudanças de faixa etária.

Já o ajuste anual não funciona da mesma forma para todos os tipos de plano. Como o próprio nome diz, o ajuste ocorre na data de aniversário de cada contrato. Para planos de saúde individuais e familiares, esses ajustes são limitados pelo índice da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), mas os planos podem aumentar menos do que o índice. 

Planos empresariais/coletivos

Ao contrário do que acontece nos planos individuais, nos planos de saúde coletivos os reajustes não são definidos pela ANS. Nesses casos, a Agência apenas acompanha os aumentos dos preços. Eles são reajustados através de livre negociação entre a operadora do plano de saúde e o representante do grupo contratante (empresa, fundação ou associação) e a ANS não interfere nessa negociação. Em 2018 o aumento máximo permitido pela ANS para planos de saúde individuais foi de 10%. 

O que interne no valor de reajuste no caso de plano de saúde empresariais (ou coletivos) são o número de sinistralidades e a taxa de inflação médica, esses dois fatores combinados são o que definem o valor de um plano de saúde empresarial.

Existem vários tipos de planos de saúde que são oferecidos por diversas operadoras em todo o país. Saber o seu perfil, analisar preços com o uso de um simulador e pesquisar bem é o caminho para escolher o melhor plano para você ficar livre de problemas futuros!

As coberturas também podem influenciar!

Os planos de saúde não podem negar a realização de um exame, especialmente se ele for solicitado por um médico, a fim de definir um diagnóstico médico.

Além de fiscalizar e regulamentar todo o setor, apenas a ANS pode e permitir exclusões de tratamentos e exames de acordo com a legislação, exclusões essas que inicialmente são situações como apenas como as seguir:

  • Tratamento clínico ou cirúrgico experimental;
  • Procedimentos clínicos ou cirúrgicos para fins estéticos;
  • Órteses e próteses com foco na estética;
  • Inseminação artificial;
  • Tratamento de rejuvenescimento;
  • Tratamento de emagrecimento com finalidade estética;
  • Fornecimento de medicamentos importados não-nacionalizados.

Esses são apenas alguns exemplos dos procedimentos e situações que podem ser negados pelos planos de saúde, segundo as regras impostas pela ANS.

Em determinados casos, algumas coberturas – que acabam fazendo parte de algum pacote do plano – podem influenciar mais em seu valor. Por exemplo, um plano que cobre a inseminação artificial ficará com um valor muito mais elevado – pois esse tipo de processo custa caro, e muitos planos acham melhor não aderirem.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: