Como fazer um plano de saúde para seu filho

Como fazer um plano de saúde para seu filho

1173
0
SHARE

Você sabe quais as questões que devem ser levadas em consideração na hora de fazer um plano de saúde para seu filho? A atenção é diferente, mesmo que você opte por operadoras com serviço para toda a família. Pensar em todas essas questões traz além de um benefício financeiro – já que você não investe em algo que não valha realmente a pena -, também faz com que você conheça mais dos seus direitos sobre o serviço antes de contratá-lo.

Listamos algumas dicas sob a forma de um pequeno passo-a-passo de como você pode fazer um plano de saúde para seu filho sem dificuldades. Confira e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Pense no tipo de plano que será contratado

Você pode fazer um plano de saúde para seu filho de diversas maneiras. Dá para contratar através de um plano família, individual ou utilizar o serviço a partir do nascimento. Você também pode usar o plano da sua empresa para associar seu filho como dependente e o mesmo fazer uso dos serviços por direito.

Saber que tipo de plano será contratado deve ser o primeiro passo porque dependendo de cada um dos perfis, os procedimentos podem mudar. Planos empresariais, por exemplo, são completamente diferentes dos planos individuais, mesmo que seja na mesma operadora e com os mesmos tipos de atendimento.

Avalie as necessidades do novo associado

Aqui também se encaixa mais de uma situação. Caso o plano de saúde seja feito apenas para a criança, analise as necessidades dela, levando em conta a idade atual e, principalmente, o futuro. Uma dica para saber identificar o plano certo dentro de uma operadora de saúde é realizar um check up antes de buscar a empresa. Dessa forma, você saberá exatamente quais os riscos de saúde que o seu filho sofre e quais os tratamentos mais indicados para ele. Algumas empresas realizam essa avaliação gratuitamente antes de fechar contrato.

O segundo caso é para planos de saúde feitos para a família inteira. Você permanecerá com a ideia de avaliar o perfil do associado, mas agora levará em conta as necessidades de um grupo bem maior. Algumas operadoras de planos de saúde ofertam planos familiares, mas com análises de perfis separadamente, o que é uma vantagem ainda maior para essa situação.

Lembre-se que saúde de crianças são sempre mais delicadas, mas não foque apenas em atendimento com médicos de especialidades infantis. Analise a possibilidade de permanência por um longo tempo na mesma operadora e leve isso em conta na hora de saber qual o plano ideal a ser contratado.

Conheça a estrutura do atendimento

O plano de saúde contratado tem atendimento próximo de sua residência ou, pelo menos, dentro da sua cidade ou em municípios vizinhos? Os médicos associados são de fato de confiança e têm um currículo aceitável para as necessidades do seu filho? Há hospital próprio para atendimento? Em caso de não ter um hospital próprio, quais os hospitais e clínicas credenciadas para receber a criança e interná-la, se assim for necessário?

Todas as questões acima precisam estar muito bem resolvidas para que você tenha um plano ideal para o seu filho. Será bem inconveniente ter um ótimo plano, mas em um caso de emergência precisar atravessar a cidade para que a criança seja atendida. Lembre-se que a criançada se acidenta com muito mais frequência e nem sempre há tempo de espera para atendimento.

Outro problema também está relacionado à lista de médicos associados. Você pode, de repente, precisar de um especialista infantil em determinada doença e não ter o atendimento desejado, pois não há profissionais de tal especialidade cadastrado em seu plano. Se você faz um plano de saúde é porque não deseja ter gastos extras, concorda? Então analise o livreto de profissionais antes de tomar a decisão final e assinar o contrato.

Visite também as instalações dos hospitais do plano de saúde ou clínicas credenciadas. Saiba como é o atendimento e veja quais os maiores problemas enfrentados pelos pacientes. Poucas pessoas tomam essa atitude antes de contratar o plano e posteriormente se veem perdidas com um mau atendimento. Uma simples visita à rede social da empresa também lhe dará um ótimo feedback sobre os serviços prestados.

Conheça o contrato do plano de saúde

Saiba exatamente o que diz o seu plano de saúde. Lembre-se que você está contratando um serviço para seu filho, então deve pensá-lo como prioridade de direitos sobre os serviços prestados. Veja se as carências estão em conformidade com o que regulamenta a Agência Nacional de Saúde (ANS), reajuste de valores da mensalidade ao longo dos anos, mudança de perfil com ultrapassagem de faixa etária e muitos outros detalhes.

Por lei, os planos de saúde precisam descriminar em seus contratos todos os serviços prestados, todas as carências, valores e tudo o que o associado tem por direito e dever. Como você provavelmente será o representante legal da criança, lembre-se de verificar como resolver situações burocráticas junto à empresa, para posteriormente não ter problemas no atendimento.

Gostou das dicas acima? Não esqueça de deixar seu comentário e compartilhar sua opinião com a gente!

Pesquise e compare os planos de saúde de acordo com a sua necessidade

O melhor investimento a ser feito é aquele onde você pagará um valor justo pelo serviço e terá o atendimento que precisa na hora de uma emergência com a criança. Então conheça quais as operadoras de planos de saúde que atendem em sua cidade, qual o valor dos serviços e compare cada um dos contratos para ver qual é de fato o melhor custo-benefício para seu orçamento.

Existem algumas empresas físicas e também na internet que trabalham fazendo esse comparativo gratuitamente. Você realizar uma pesquisa rápida, preencher os dados de acordo com o perfil do seu filho e ver o resultado rapidamente.

Lembre-se sempre de verificar com a ANS se os serviços prestados estão completamente regulamentados. Isso é possível através de uma consulta rápida no site da Agência Nacional de Saúde ou pela central de atendimento do órgão, no número 0800 701 9656.

O que receber do plano de saúde para seu filho na hora de assinar o contrato

Decidido qual o plano de saúde que você contratará para seu filho, é preciso apenas firmar o contrato com a empresa. Nesse ato, a operadora precisa, por lei, entregar-lhe alguns itens e passar algumas informações. São essas:

  • Uma cópia assinada do seu contrato, com todas as condições e direitos de utilização que você tem sobre a empresa. Nessa papelada, informações de direitos e deveres devem ser destacados de acordo com o perfil do plano contratado. Observe se a operadora utiliza um único documento, com regras gerais, ou algo mais formal e direto.
  • Uma cópia assinada da ficha preenchida na hora do contrato. Nessa é preciso constar o valor da mensalidade, data de vencimento, nome do associado, também o seu nome como responsável legal do seu filho, o nome do plano, documentos e a identificação do corretor que vendeu o serviço.
  • Um manual impresso ou o endereço online com o nome de todos os profissionais credenciados na operadora de saúde e que atenda o plano que você contratou. Também deve existir nesse manual todos os hospitais cujo o atendimento através do plano pode ser feito. É imprescindível que, assim como o contrato, você tenha um manual do seu plano em particular e não uma lista geral. Também devem ser descriminados endereço do local para atendimento e telefone para contato.
  • Uma carteirinha ou equivalente para que se dê o atendimento do plano de saúde em clínicas e hospitais. Lembre-se que a carteirinha deve ter o nome do seu filho e não o seu. Na carteirinha também deve ser descrito o nome da empresa ou sua logomarca, o tipo de plano, os números da central de atendimento e o registro junto à ANS.
  • Dois documentos obrigatórios e produzidos pela ANS. Um deles é o Guia de Leitura Contratual, onde você entenderá cada ponto do contrato e o segundo é o Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde, onde há todas as normas vigentes para os serviços prestados pelos planos de saúde. Esses dois documentos podem ser anexados ao contrato ou indicados através do site da própria ANS.

Todos os itens acima podem variar de formato, já que a ideia sempre é buscar mais praticidade na hora de assinar contratos de qualquer serviço. Alguns dos serviços e informações já são facilmente obtidos pelo site da Agência Nacional de Saúde ou pelo Disk ANS. É imprescindível a busca pela informação e conhecer bem os serviços que vai contratar, mesmo que isso pareça repetitivo.

Lembre-se que a saúde do seu filho é muito importante e, justamente por esse motivo, precisa estar em ótimas mãos. Não hesite em pagar um bom plano de saúde por um serviço de qualidade. Há muitas empresas que são referência no setor hoje em dia!

Conhece mais alguma dica sobre como contratar o melhor plano de saúde para crianças que não foi citada acima? Deixe seu comentário e compartilhe com a gente!

Comments

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY