Como cuidar corretamente da saúde bucal de uma criança

Como cuidar corretamente da saúde bucal de uma criança

79
0
SHARE

Você que tem crianças em casa já deve ter ouvido falar na Odontopediatria, a especialização que cuidada da saúde bucal das crianças e dos bebês, mas você sabia que ela também é coberta pelo seu plano de saúde com assistência odontológica? Claro, porque os pequenos precisam de cuidados especiais também em relação à gengiva, dentinhos e à boca como um todo, inclusive para garantir uma boa mastigação ou mamada de forma que nada atrapalhe o seu desenvolvimento. Confira algumas dicas para garantir a melhor saúde bucal da garotada.

Problemas bucais podem atrapalhar a mastigação e o desenvolvimento infantil

Você sabia que até o bebê de poucos meses de vida já deve ter sua higiene bucal feita diariamente? Isso mesmo, a gengiva deve ser limpa de forma suave e cuidadosa todos os dias, para evitar que ocorra alguma infecção, já que o sistema imunológico ainda está sendo fortalecido e mesmo as sobrinhas de leite materno que ficam na boca podem acabar causando algum probleminha.

Por outro lado, desde o nascimento dos primeiros dentinhos de leite e a troca pelos definitivos devem ser acompanhadas de perto pelo ortodontista especializado na saúde bucal infantil. Geralmente os primeiros dentinhos começam a aparecer a partir dos 6 meses de vida, mas antes mesmo disso muitos odontopediatras já recomendam uma limpeza regular. A melhor forma de fazer isso é seguindo a orientação do especialista.

Valor mensal é irrisório face aos serviços particulares

Papais e mamães também receberão informações sobre a época certa para  a aplicação de flúor, necessidade de colocação de aparelho ortodôntico e até sobre a melhor dieta para prevenir cáries, além de terem todas as suas dúvida esclarecidas. O ideal é que a primeira consulta aconteça por volta dos 6 meses, mas de forma alguma ela deve passar do primeiro ninho de vida da criança. Mas atenção, porque para ter cobertura da odontopediatria é preciso que o seu plano de saúde tenha a assistência odontológica incluída ou seja exclusivamente odontológico.

Além da praticidade para cuidar da saúde bucal de toda a família com o plano odontológico, já que você pode escolher entre os muitos profissionais da rede credenciada aquele que for mais próximo da sua casa ou que você tenha preferência por algum motivo, você ainda faz uma economia muito grande. Hoje, tanto as consultas quanto os serviços dentários estão muito caros na rede particular, mas os valores mensais praticados pelos planos de saúde odontológicos são irrisórios em comparação aos serviços particulares.

Planos de saúde odontológicos já têm mais de 21,9 milhões de usuários

Você ainda encontra diversos tipos de cobertura à sua disposição, escolhendo aquela que for mais interessante para você e que melhor couber no seu orçamento. Não é à toa que os planos de saúde odontológicos são campeões de vendas. Atualmente já existem mais de 21,9 milhões de beneficiários deste tipo de plano, aumentando 0,82% apenas entre abril e junho deste ano de acordo com os dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o órgão que regula as operadoras dos planos de saúde;

É ela, por exemplo, que determina que estes planos devem obrigatoriamente oferecer aos usuários a cobertura de procedimentos preventivos, restaurações, endodontia e de consultas e exames auxiliares ou complementares, solicitados pelo odontólogo assistente (tanto nos planos de saúde que incluírem o plano odontológico ou nos planos exclusivamente odontológicos).

Por isso, não deixe para depois e marque agora mesmo uma consulta para os pequenos. Se você ainda não tem o seu, converse com um vendedor especializado e veja como incluir o serviço no seu plano já existente ou faça um plano de saúde odontológico individual para o seu pequeno.

Comments

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY