fbpx
Ir para o conteúdo
Saúde

Conheça os sintomas do ataque cardíaco em mulheres e saiba como evitar

Leitura: 8 min
184 visualizações

Em 2017, 91,8 mil pessoas morreram de infarto no Brasil. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), as doenças cardiovasculares no país representam cerca de 30% das mortes. Embora tire a vida tanto de pacientes do sexo masculino quanto feminino, o ataque cardíaco em mulheres é precedido de sinais nem sempre levados a sério.

Em muitos casos, os sintomas são confundidos com mal-estares, o que coloca em perigo a vida das pacientes. Além disso, o infarto silencioso também é observado mais em mulheres (e em pessoas com diabetes). Isso acontece quando os vasos do coração estão obstruídos, um quadro que normalmente só é diagnosticado após um eletrocardiograma.

Neste artigo, vamos mostrar quais são os sintomas do ataque cardíaco em mulheres, o que precisa ser feito para preveni-lo e qual é o grupo de risco. Boa leitura!

Quais são os sintomas do ataque cardíaco em mulheres?

No começo, os sintomas do ataque cardíaco em mulheres podem ser como uma gripe ou uma indisposição. Eles podem surgir isoladamente ou juntos, isto é, não há um padrão. Veja, abaixo, quais são os sinais mais frequentes!

Fadiga extrema

O cansaço excessivo observado em mulheres acontece mesmo depois de elas realizarem atividades simples, que não exijam muito esforço, como pegar um objeto no chão, levantar uma cadeira ou se movimentar de um cômodo para o outro da casa. Grande parte das pacientes apresentam esse sinal.

Dificuldades para dormir

Normalmente, a insônia aparece dias antes do ataque cardíaco. É claro que a dificuldade para dormir pode ser oriunda de diversos fatores, como estresse, traumas recentes, consumo em excesso de alimentos e bebidas estimulantes, entre outros. Contudo, esse indício, sem razão aparente, deve levantar o sinal de alerta.

Ansiedade e estresse

Sintomas, como a ansiedade e o estresse, sem nenhuma explicação lógica, também são recorrentes nos períodos que antecedem o ataque cardíaco em mulheres. Inclusive, muitas delas relatam uma sensação de morte iminente. Se você se sentir assim, procure o hospital de imediato e relate ao médico para que os devidos exames sejam realizados.

Náuseas e indigestão

Os problemas na região gastrointestinal também são observados antes do infarto em pacientes mulheres. Além disso, eles vêm acompanhados de náuseas, tontura e chegam a vomitar. Diante desses mal-estares, caso você não encontre uma justificativa plausível para o aparecimento deles, o mais adequado é procurar o médico de imediato. Não se automedique, nem fique em casa esperando os sintomas passarem.

Dor

Mulheres com indícios de ataque cardíaco costumam sentir dores em várias áreas do corpo (ouvido, ombros, pescoço, costas e mandíbula). Por outro lado, nos homens é mais comum o surgimento de dormência no ombro e no peito. Fique atenta também se você sentir uma pressão no peito e na região superior das costas.

Falta de ar

A falta de ar que acomete as mulheres quando elas estão prestes a ter um infarto afeta até mesmo a fala, diante da dificuldade em puxar o ar. Aliás, esse é um dos sintomas prematuros, logo ele exige cuidados médicos para evitar o agravamento da situação.

Suor súbito

Suor frio e súbito sem uma razão clara também precisa ser investigado. Esse é um sinal notado em uma parcela significativa de mulheres, sendo, muitas vezes, associado à tontura. Da mesma forma, diferentes pacientes os apresentam também antes de terem um AVC (acidente vascular cerebral).

Quem está no grupo de risco?

Devem ficar mais atentas aos sintomas de ataque cardíaco as mulheres que sofrem de:

  • diabetes;
  • hipertensão;
  • obesidade;
  • colesterol alto;
  • estresse.

Quem tem histórico de infarto na família, é sedentária, fuma e faz uso de pílulas anticoncepcionais (ou essas duas últimas coisas juntas) também apresenta mais chances de ter problemas cardíacos. Isso porque o cigarro e as pílulas favorecem a formação de coágulos que entopem os vasos.

Da mesma maneira, as mulheres que estão na fase da menopausa correm mais perigo porque perdem a proteção vascular proporcionada pelos hormônios femininos (estrogênio, por exemplo). Portanto, o cuidado precisa ser redobrado nessas situações. Caso os sinais apareçam, procure o médico rapidamente.

O que fazer para prevenir o infarto?

A prevenção do ataque cardíaco em mulheres envolve cuidados e hábitos que precisam ser adotados no dia a dia. Confira, a seguir, algumas práticas importantes para evitar o infarto e viver melhor!

Pratique atividades físicas

A prática regular de atividades físicas, sob orientação especializada, contribui não apenas com a saúde do coração, mas de todo o corpo. Além disso, os exercícios fazem bem à mente, auxiliam no sono de qualidade, tornam as pessoas mais dispostas nas tarefas do dia a dia, fortalecem o sistema imunológico, entre outros benefícios.

Não fume

Como sabemos, o cigarro faz mal à saúde. Além de doenças do coração, ele prejudica o sistema respiratório, causa câncer de pulmão (e outros tipos), impotência sexual, trombose, osteoporose, aneurismas arteriais e envelhecimento precoce. O tabaco também altera o olfato e o paladar, além de afetar o humor.

Alimente-se de forma balanceada

Há quem diga que somos o que comemos. Nessa lógica, é preciso alimentar-se bem para viver melhor e com qualidade. Um menu saudável também protege o coração. A recomendação é optar por uma dieta rica em vitaminas e nutrientes, como verduras, legumes e frutas. Evite alimentos com alto teor de sódio, pois a substância favorece a pressão alta.

Mantenha o peso em dia

Muitas mulheres conseguem manter o peso em dia alimentando-se adequadamente e praticando atividades físicas com regularidade. Se você está com alguns quilos a mais e não segue esses hábitos, recomendamos que os adote. Caso encontre alguma dificuldade, o conselho é procurar um nutricionista para fazer uma avaliação.

Trate os fatores de risco

Conforme vimos, doenças como diabetes, colesterol alto e hipertensão aumentam as chances do ataque cardíaco em mulheres. Portanto, para evitar o infarto e outras complicações, é fundamental realizar o tratamento adequado. Tome os medicamentos de acordo com a orientação médica e faça o acompanhamento necessário para o controle do quadro.

Agora que você sabe quais são os sintomas do ataque cardíaco em mulheres, fique atenta. No caso de alguns desses sinais aparecerem, procure o médico imediatamente, pois o atendimento rápido salva vidas. Investir em um plano de saúde também é importante para ser assistida nos momentos de emergência e se consultar regularmente, a fim de prevenir diferentes doenças.

Este artigo esclareceu suas dúvidas e ajudou você a ficar bem informada? Se sim, aproveite a visita ao blog e descubra, agora, quais são as principais causas do cansaço nas pernas!

Vicente
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Vicente Pinheiro

Gostou do que leu? Veja todos as postagens desse autor AQUI

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: