Ir para o conteúdo
Planos de Saúde

Assistência Viagem Nacional da SulAmérica

Leitura: 15 min
2162 visualizações

A SulAmérica Assistência Viagem Nacional apresenta diversos serviços. Conheça já os serviços que o seguro oferece e fique protegido durante a sua viagem.

Há mais de 100 anos a Sulamérica Saúde cuida da saúde dos brasileiros, é uma das mais maiores operadoras de plano de saúde do país.

Possui ampla rede referenciada e médicos renomados por todo país. Aparece nas primeiras pesquisas do ranking da ANS ( Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Hoje SulAmérica  tem nada menos que 7 milhões de clientes em toda a cartela de produtos, conquistados ao longo de 120 anos de atuação.

Presente em praticamente três dezenas de cidades, a SulAmérica oferece tratamento diferenciado em mais de 16 mil clínicas e consultórios e 1.400 hospitais por todo o país. Quem faz o plano empresarial da SulAmérica conta ainda com uma rede com mais de 8.800 farmácias, 2.700 centros de diagnóstico.

A SulAmérica já conta com 116 anos de atuação no mercado, oferecendo seguros para diversas áreas, com mais de 6,7 milhões de clientes. A empresa foi fundada por Dom Joaquim Sanchez de Larragoiti em 5 de dezembro de 1895. Com o crescimento na venda de automóveis em 1929, surge o seguro de carro da SulAmérica, oferecendo diversas opções aos seus clientes.

Pensando em seus clientes, a SulAmérica oferece o Assistência Viagem Nacional, garantindo segurança e tranquilidade do começo ao fim da viagem. Com o seguro, o usuário fica protegido em caso de doenças ou acidentes graves. A empresa garante serviços para o segurado, auxiliando em viagens fora do município de sua residência.

Quais são os tipos de plano de saúde que existem?

Existem cinco possibilidades de cobertura:
– Ambulatorial;
– Hospitalar (com ou sem obstetrícia);
– Referência;
– Odontológico.

Cada classificação define os serviços na qual o contratante tem direito, como consultas, exames e tratamentos, além de acomodação e internação. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) garante um atendimento mínimo conforme o tipo do seu plano.

Serviços

Com o seguro Assistência Viagem Nacional o usuário fica prevenido das fatalidades que podem acontecer durante uma viagem. Infelizmente, nunca se sabe o que pode ocorrer, então é importante ficar atento. Caso deseje contratar, o Assistência Viagem Nacional disponibiliza os seguintes serviços:

  • Retorno antecipado do segurado ao seu domicílio;
  • Repatriação funerária;
  • Serviço de localização de bagagens extraviadas;
  • Motorista substituto;
  • Remoção médica;
  • Hospedagem após alta hospitalar;
  • Visita ao segurado hospitalizado (transporte e hospedagem);
  • Garantia de viagem de regresso;
  • Retorno de acompanhantes.

Remoção e hospedagem

A remoção médica tem como objetivo transportar o segurado para um hospital mais bem equipado, caso seja necessário. A SulAmérica conta também com a hospedagem após alta hospitalar. Em necessidade de prolongar o período da estadia por razões estritamente médicas, o serviço oferece a hospedagem do segurado na cidade de hospitalização.

Visita e regresso

A visita ao segurado hospitalizado garante transporte e hospedagem de um familiar, com o intuito de acompanhar a hospitalização do segurado. Além disso, a garantia de viagem ao regresso cobre as diferenças tarifárias. O serviço é para o segurado que tenha que postergar seu voo de retorno, caso haja internação.

Retorno

Em caso de morte do segurado no período da viagem, o retorno de acompanhantes garante o transporte de retorno dos acompanhantes ao domicílio do segurado. Se houver necessidade de antecipar o retorno, a SulAmérica oferece o retorno antecipado do segurado ao seu domicílio. Será garantido o pagamento de diferenças tarifárias, em caso de morte de familiar do segurado.

Outros serviços

A repatriação funerária garante a assistência de todas as formalidades no local do falecimento, necessárias e adequadas ao retorno do corpo até o local do sepultamento. O motorista substituto continua a viagem ou retorna o veículo até sua residência, caso o segurado esteja comprovadamente impossibilitado de dirigir. Além disso, oferece o serviço de localização de bagagens extraviadas.

Conclusão

Ao contratar o Assistência Viagem Nacional, qualquer possível imprevisto ou acidente será solucionado prontamente, deixando o segurado protegido e permitindo uma viagem bem tranquila. Prevenir é a melhor forma, já que nunca se sabe o que pode surgir no meio de uma viagem. Faça uma viagem sem preocupações com o Assistência Viagem Nacional. Agora, viajar à turismo ou negócios sem aborrecimentos ficou mais fácil.

Quais os benefícios de um plano de saúde SulAmérica? 

Maior segurança e qualidade

O primeiro dos benefícios importantes de se ter um convênio de saúde é a segurança por saber que se porventura você ou seus familiares precisarem de um atendimento médico, receberão o melhor possível, sem ter que esperar por horas. Esse sentimento de segurança proporciona um imenso ganho na qualidade de vida.

Expectativa de vida

Tendo boas condições de manter uma saúde em dia, viver mais se torna apenas uma consequência. Além disso, a contratação do serviço garante muito mais tranquilidade ao saber que se alguma doença aparecer, você receberá um atendimento digno.

Coberturas nacionais

Vale a pena investir em um plano com cobertura nacional. Caso viaje muito, estará sempre tranquilo sabendo que esteja onde estiver, se algum acidente acontecer, você será atendido como merece.

Adoecer com menor frequência

Pode parecer contraditório, mas sim, quem conta com um convênio de saúde, possui mais facilidades em agendar consultas de rotinas. Conseguindo assim focar na saúde preventiva evitando doenças mais graves.

Rapidez para marcar exames

O mesmo vale para os exames médicos, quando se conta com um bom convênio de saúde, conseguir agendar e realizar um exame, por mais específico e/ou detalhado que ele seja, é muito mais fácil e rápido do que quando se conta apenas com o SUS.

Facilidade em consultas

Quando se depende do sistema único de saúde, muitas vezes existem listas de espera de meses para conseguir uma consulta médica. Quando você possui um convênio de saúde, é muito mais rápido e simples conseguir se consultar com um médico.

Como saber se o plano SulAmérica é seguro?

Para saber se o plano de saúde que você deseja contratar é seguro, solicite à empresa que vende o plano de saúde o número de registro da operadora e do plano no banco de dados da ANS. 

Vá ao site da ANS, e acesse a seção de informações e avaliações de operadoras, lá você poderá: 

  • Conferir se os dados da empresa realmente existem, de modo a evitar golpes;
  • Conhecer o desempenho da operadora de planos de saúde no programa de qualificação da ANS, evitando empresas que oferecem atendimentos ruins e inadequados para, com o beneficiário; 
  • A posição que a operadora ocupa no ranking das empresas de planos de saúde que mais recebem reclamações dos seus consumidores, a fim de evitar futuros transtornos.

Como funciona o reajuste das mensalidades da SulAmérica?

Os planos de saúde individuais ou familiares só podem ser reajustados de duas maneiras: 

  • De acordo com o reajuste anual, definido pela ANS, na data de aniversário do convênio; 
  • De acordo com o reajuste por mudança de faixa etária. 

Em relação ao segundo item, solicite a empresa que vende o plano de saúde os valores das mensalidades de todas as faixas etárias, desse modo você conseguirá ter alguma ideia desses valores. O primeiro reajuste por mudança de faixa etária acontece aos 19 anos de idade. Após isso, ele ocorre de 5 em 5 anos, sendo o último reajuste, aos 59 anos de idade.

Como funciona a carência em planos de saúde?

A palavra carência significa, literalmente, a necessidade de alguma coisa básica, falta, privação.

Ou seja, dentro do contexto de planos de saúde, a carência é o tempo que você vai ter que esperar até começar a usar seu plano. Ou seja, um plano de saúde sem carência é um plano na qual não existe a espera para começar a usá-lo.

A operadora pode estabelecer o prazo de carência em razão da necessidade de fazer uma reserva para garantir os atendimentos desde que sejam dentro dos limites da lei. Esse período deve estar expresso, obrigatoriamente, de forma clara no contrato.

A grande maioria dos planos de saúde não tem isenção de carência, e para os casos de consultas ou exames exigem prazos que variam de 30 até 180 dias.

Algumas carências podem até chegar a 300 dias (que são, aproximadamente, 10 meses), nos casos de gravidez ou até a dois anos, para cobertura de doenças e lesões que já existiam antes do contrato.

Por isso, na hora da contratação de um plano, é importante levar em conta o fator carência do plano. A maioria dos planos exige algum tipo de “contagem regressiva”, que varia de uma operadora para outra.

Um plano de saúde de carência-zero, (que seriam planos na qual você já tem direito a usá-lo logo após a contratação) vem se tornando cada vez mais difícil de se conseguir, geralmente, um plano de saúde sem carência são planos coletivos e empresariais.

O que o alguns planos de saúde não cobrem?

Os planos de saúde não podem negar a realização de um exame, especialmente se ele for solicitado por um médico, a fim de definir um diagnóstico médico.

Além de fiscalizar e regulamentar todo o setor, apenas a ANS pode e permitir exclusões de tratamentos e exames de acordo com a legislação, exclusões essas que inicialmente são situações como apenas como as seguir:

  • Tratamento clínico ou cirúrgico experimental;
  • Procedimentos clínicos ou cirúrgicos para fins estéticos;
  • Órteses e próteses com foco na estética;
  • Inseminação artificial;
  • Tratamento de rejuvenescimento;
  • Tratamento de emagrecimento com finalidade estética;
  • Fornecimento de medicamentos importados não-nacionalizados.

Esses são apenas alguns exemplos dos procedimentos e situações que podem ser negados pelos planos de saúde, segundo as regras impostas pela ANS.

Como funciona o reajuste das mensalidades?

Os planos de saúde individuais ou familiares só podem ser reajustados de duas maneiras: 

  • De acordo com o reajuste anual, definido pela ANS, na data de aniversário do convênio; 
  • De acordo com o reajuste por mudança de faixa etária. 

Em relação ao segundo item, solicite a empresa que vende o plano de saúde os valores das mensalidades de todas as faixas etárias, desse modo você conseguirá ter alguma ideia desses valores. O primeiro reajuste por mudança de faixa etária acontece aos 19 anos de idade. Após isso, ele ocorre de 5 em 5 anos, sendo o último reajuste, aos 59 anos de idade.

Quais documentos a operadora de saúde é obrigada a lhe fornecer quando você contratar um plano

A empresa é obrigada por lei a lhe fornecer os seguintes documentos:

  • A cópia do contrato assinado contendo todas as condições de utilização do seu plano, como: o preço da mensalidade, as formas de reajuste e a cobertura que você tem direito;
  • Uma relação contendo todos os profissionais de saúde, hospitais, clínicas e laboratórios credenciados ou referenciados;
  • O manual para orientação de contratação de planos de saúde; 
  • o guia de leitura contratual.

ATENÇÃO: Para os planos de saúde coletivos, a entrega da cópia do contrato não é obrigatória pela operadora a cada beneficiário, no entanto, a cópia pode ser solicitada à empresa que contratou o plano.

É importante saber:

Você deve notar dois pontos principais sobre a rede de hospitais, laboratórios e médicos conveniados ao seu plano:

  1. Nem todos os planos têm direito à internação hospitalar. Os planos que dão direito à internação hospitalar são os de tipo hospitalar com obstetrícia, hospitalar sem obstetrícia ou plano referência. Veja no seu contrato qual é o tipo do seu plano.
  2. Se atente à rede credenciada que seu plano cobre. Avalie bem na hora de contratar o plano de saúde quais são os hospitais, laboratórios e médicos a que você terá direito pelo seu plano. 

Especificamente sobre os hospitais, fique atento: sua operadora de plano de saúde só poderá descredenciá-los em caráter excepcional. Nesses casos, é obrigatório substituir o hospital descredenciado do plano por outro equivalente e comunicar essa mudança ao consumidor e à ANS com 30 dias de antecedência, exceto nos casos de fraude ou infração sanitária ou fiscal por parte do hospital retirado do convênio de saúde. 

Caso a operadora opte por descredenciar um hospital sem substituí-lo por outro equivalente, só poderá efetivar e comunicar a redução da rede hospitalar aos beneficiários após autorização da ANS.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: