Blog Plano de Saúde

Aprenda como reduzir crise alérgica!

Reduzir crise alérgica é essencial para quem sofre com elas na rotina. Manter os ambientes limpos, evitar certos alimentos e tomar cuidado com os pelos do seu animal de estimação é uma preocupação recorrente para quem sofre com as alergias.

Nesse conteúdo abordaremos um pouco mais sobre o assunto, trazendo dicas e informações essenciais!

 

O que é uma crise alérgica?

Antes de falarmos um pouco mais sobre reduzir crise alérgica, temos que entender um pouco mais sobre. As reações alérgicas podem causar diversos sintomas — como espirros, tosse, coceira, vermelhidão na pele e irritação nos olhos e garganta.

Geralmente, os sintomas aparecem quando a pessoa apresenta uma resposta exagerada do sistema imunológico a alguma substância, como pelos de animais, ácaros, leite e derivados, pólen e entre outros.

Uma crise alérgica pode ser leve ou moderada, sendo tratada com antialérgicos ou outros medicamentos. Caso a crise seja muito grave ou não apresente melhora dos sintomas em 2 dias, é necessário buscar ajuda médica.

Como identificar sintomas de alergia?

Algumas das alergias mais comuns são vistas como rinite, asma, conjuntivite, urticária e entre outras. Separamos algumas para relatar os seus sintomas. Confira a seguir:

Asma alérgica — pode haver presença de tosse com ou sem expectoração, sibilos no peito, sufoco e dificuldade para respirar;

Rinite — espirros contínuos, sensação de nariz entupido, rinorreia, obstrução nasal e comichão nasal são sintomas bem comuns;

Urticária — você pode observar erupção da pele, pápulas ou bolhas e comichão da pele;

Conjuntivite — é comum os sintomas de rubor ocular, lacrimejar, comichão nos olhos e sensação de ardor ou como se tivesse poeira nos olhos;

Anafilaxia — é uma crise alérgica mais grave (provocada por medicamentos, alguns alimentos e certos insetos), podendo ter sintomas de vômito, diarreia, hipotensão e cólicas;

Angioedema — apresenta inchaço das pálpebras, lábios ou extremidades. Caso o edema se encontre na língua ou ao nível laríngeo, representa urgência médica por risco de asfixia;

Dermatite de contato — sintomas de erupção na área que entrou em contato com a substância alergênica;

Dermatite atópica — pode haver erupção da pele nas dobras, frequente em crianças.

 

Cuidado com as alergias graves!

Antes de entrarmos no tópico de como reduzir crise alérgica, precisamos ficar atentos com as alergias consideradas mais graves!

Esse tipo de alergia pode ser chamada de anafilaxia ou choque anafilático — começando após os primeiros minutos de contato com a substância alérgena para a pessoa. As reações provocadas por essa alergia provoca o corpo inteiro, deixando a pele inchada e obstruindo as vias respiratórias.

Alguns sintomas muito comuns são vistos como:

 

A temida rinite alérgica.

A rinite é uma das crises alérgicas mais comuns, sendo caracterizada por uma inflamação na mucosa do nariz. Muitas vezes, ela pode acontecer por conta de uma infecção causada por bactérias, vírus ou fungos — sendo a rinite infecciosa — ou por reações exageradas do nosso sistema a agentes alérgicos, como poeira, ácaro e o pólen.

Um dos principais métodos para aliviar e prevenir uma rinite alérgica é saber qual o agente que o seu corpo possui alergia. Dessa forma, é possível preparar os cuidados na sua rotina para evitar esses agentes.

Por exemplo, para quem sofre com esse tipo de alergia, o ideal é manter os ambientes limpos, lavando os cobertores e lençóis adequadamente para não juntar poeira, evitar almofadas e bichos de pelúcia, utilizar aspirador de pó ao invés de vassouras e entre outros.

 

Confira como reduzir crise alérgica!

Separamos algumas dicas que podem fazer a diferença na hora de reduzir crise alérgica. Confira um pouco mais:

Limpe sempre a casa

Dentro da nossa casa, diversos agentes alérgenos podem estar em muitos lugares — desde cortinas, travesseiros, tapetes, lençóis, fronhas e entre outros. Sendo assim, o ideal é deixá-los sempre limpos, ventilar os locais e entre outros.

Utilize sempre os medicamentos certos.

Consultar um médico alergista pode ser o ideal para se ter um tratamento de acordo com suas necessidades. Mas lembre-se, nunca se automedique sem a prescrição de um profissional!

Alimentos como aliados

Outro método ótimo para reduzir uma crise alérgica é consumir alimentos que ajudam na alergia, como frutas, legumes e nozes — alimentos ricos em vitamina C. Que tal adicionar brócolis, lentilhas, frango, couve e entre outras.

Cuidado com os ursinhos

Mantenha seus bichos de pelúcia longe, pois eles acumulam bastante pó, podendo ser um grande gatilho para uma crise alérgica.

Troque seu travesseiro

Apesar de confortáveis, alguns travesseiros de penas agravam as alergias a medida que ficam envelhecidos. Modelos sintéticos, feitos com enchimento sintético são a melhor escolha para quem sofre com as alergias.

Dormir com animais de estimação nem sempre são uma boa opção.

Se você tem alergia, dormir com os animais de estimação é uma péssima ideia, pois eles podem trazer pólen, poeira, ácaros do ar livre e até mesmo mofo. Da mesma maneira, é melhor optar por deixar tapetes longe dos ambientes que você passa mais tempo.

 

Sair da versão mobile