fbpx
Ir para o conteúdo
Bem estar Para Mulheres Saúde

5 dicas certas para atingir o orgasmo feminino

Leitura: 8 min
21170 visualizações

O orgasmo feminino ainda é um assunto complicado para boa parte das mulheres . Em parte por conta da educação muito conservadora ou religiosa, por insegurança com o próprio corpo, por falta de apetite sexual, por pouco diálogo com o parceiro, por conta de doenças femininas etc.

A verdade é que os motivos são muitos e podem ser muitos complexos. No entanto, independente da razão, a informação sobre o assunto é indispensável. Pensando nisso, nós reunimos algumas delas em forma de 5 dicas certas para atingir o orgasmo feminino.

Mas lembre-se: se o problema persistir, consulte um médico do seu plano de saúde. Lá você encontra os melhores ginecologistas e terapeutas que poderão ajudá-la a solucionar o problema e ter o prazer que você merece.

Orgasmo feminino, como acontece?

Antes de mais nada, é importante saber um pouco mais sobre a dinâmica do orgasmo feminino. Ele pode ser clitoriano (através da estimulação do clitóris) ou vaginal (pela penetração). Ambas as regiões são cheias de terminações nervosas. Quando bem estimuladas, elas disparam uma espécie de gatilho para o cérebro.

Acontece então uma verdadeira explosão de hormônios que vai liberar sensações prazerosas no corpo. Depois, há uma sensação de relaxamento profundo, tão reconfortante que 30% das mulheres usam o orgasmo como sedativo natural para dormir.

O orgasmo clitoriano pode ser mais comum por ser uma área que fica mais exposta, de fácil manipulação. Ele costuma ser mais restrito, menos intenso e mais silencioso. Já o orgasmo vaginal, que depende da penetração, costuma ser mais amplo, parecendo se espalhar pelo corpo.

No entanto, é bom frisar que não há regras determinadas e cada mulher pode sentir de uma forma diferente. As pesquisas mostram que 60% das mulheres precisam de estimulação clitoriana para atingir o orgasmo e 16% só atingem o orgasmo com penetração.

homem dando um beijo na testa de mulher

Veja 5 dicas para ajudar chegar a qualquer um dos orgasmos

1 – Atenção aos seus seios

Sabia que a estimulação dos seios ativa a mesma parte do cérebro de quando o clitóris, a vagina ou a cervical são estimulados? Então imagine tocar todos esses lugares ao mesmo tempo: as sensações serão potencializadas.

Só para ter uma ideia, os seios podem inchar até 25% do seu tamanho normal. Assim eles ficam ultrassensíveis quando você está excitada. E anote: a parte de cima é mais sensível do que a parte de baixo dos seios.

Por outro lado, a temperatura corporal tende a aumentar 3 vezes mais do que quando uma mulher é tocada por outra mulher – no caso das heterossexuais. E aumenta mais quando o toque é no seio ou na face.

No entanto, são as homossexuais que mais atingem o orgasmo (74,7%). Depois delas vêm as heterossexuais (61,6%) e as bissexuais (58%).

2 – Aprenda a se conhecer melhor

Conhecer o próprio corpo é importante para o orgasmo feminino. Pelo menos 42% das mulheres acham o orgasmo melhor na masturbação do que no sexo. A masturbação, inclusive, pode ser usada para atingir o orgasmo feminino também durante a própria relação.

A questão é que é preciso saber reconhecer o que dá prazer – até para orientar o companheiro. Pesquisas mostram que 14% das mulheres já atingiram o orgasmo através do estímulo a outras partes do corpo, que não os seios e a vagina.

Então toque no seu próprio corpo e fale o que você quer na hora do sexo. Sim, fale: receber elogios na cama aumenta as chances do orgasmo feminino.

Aprenda a aproveitar o momento e não se apresse. Os homens são mesmo mais rápidos que as mulheres: 75% deles levam 2 minutos ou menos de estimulação para atingir o orgasmo.

Só que a relação sexual vai muito além da penetração, então não se cobre um período certo para ter orgasmo. Relaxe e aproveite.

mulher deitada em cama durante o dia desfocada

3 – Faça exercícios físicos

Os exercícios físicos fazem um bem tremendo para a saúde e ainda ajudam o orgasmo feminino. Estudos mostram que 51% das mulheres já tiveram orgasmo fazendo exercícios abdominais e 20% enquanto praticavam yoga. Um exercício que ajuda achegar lá é elevar o quadril e contrair os músculos pélvicos antes do orgasmo.

Por outro lado, a ginástica íntima, conhecida como pompoarismo, ajuda a fortalecer a musculatura vaginal e aumentar a irrigação local. Isso potencializa o ato quando a parte de baixo da vagina se aperta antes do sexo para receber o pênis.

Abraçar o companheiro por 30 segundos também vale. Esse ato aumenta a libido e libera o hormônio de conexão entre vocês, a oxitocina. Mas não se espante se o orgasmo feminino chegar durante o sono.

Isso é comum durante o ciclo REM (cerca de 90 minutos após adormecer) porque o fluxo de sangue aumenta na área da vagina. E se seus pés estiverem quentinhos suas chances de gozar (dormindo ou acordada) também aumentam.

4 – Não se culpe se já fingiu orgasmo feminino

Não há nada de errado com você se já fingiu orgasmo feminino. E acredite, isso não é prerrogativa das mulheres. Uma pesquisa mostra que 62% das australianas já fingiram orgasmo.

Globalmente, 3 em cada 4 mulheres que fingiram o gozo dizem que os parceiros nem desconfiaram. Em contrapartida, 28% dos homens afirmam que também já fingiram orgasmo, então nada de culpa. Detalhe: um terço deles estava bêbado.

mulher deitada com os braços esticados

5 – Detalhes que fazem diferença

Ficar a par de alguns detalhes também podem ajudar a chegar ao orgasmo feminino. Por exemplo, as mulheres têm menos orgasmos do que os homens. No Brasil, a média, em todas as relações, é de 52% das vezes para eles contra 22% para elas.

E não encuque se achar tudo muito rápido. O orgasmo dura em média 13s para eles e 20s para elas – que gozam menos, mas melhor.

Lembre-se também que as posições sexuais podem ajudar a mulher a chegar ao ápice do prazer. E se você tem curiosidade em saber quais posições sexuais te ajudam a chegar lá, confira esse material exclusivo com as 10 posições certas para atingir o orgasmo feminino. BAIXE AQUI! 

Preocupada por que tem procurado orgasmo feminino com estranhos? Você está longe de ser a única: 73% das mulheres admitem terem feito isso. Proteja-se contra as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e fique em paz consigo mesma.

O orgasmo feminino ajuda a fortalecer o sistema imunológico e até combate as cólicas quando o sexo acontece no período menstrual. Sexo só faz bem. Por isso não deixe de procurar os especialistas do plano de saúde se a dificuldade em alcançar o orgasmo feminino persistir.

(Fontes: Revista Superinteressante, MinhaVida, Vix, Mulheres Bem Resolvidas)

Se ainda não tem um plano de saúde, a hora é essa! Faça uma simulação online aqui sem compromisso e veja como pode ser fácil ter uma assistência médica de qualidade!

Plano
SOBRE O AUTOR: Posts desse autor

Plano de Saúde

O melhor canal de informações sobre saúde, bem-estar e planos de saúde do Brasil. Conteúdos com credibilidade e que irão melhorar o seu dia a dia.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: