fbpx
Ir para o conteúdo
Plano Coletivo por Adesão

3 Passos para Contratar um Plano Coletivo por Adesão

Se você quer contratar um plano e não conhece o plano coletivo por adesão, vai gostar de conhecer os benefícios para assegurar sua saúde e da sua família.

Leitura: 9 min
6509 visualizações

O plano de saúde coletivo por adesão, é uma categoria de planos de saúde que tem se mostrado muito forte no segmento de saúde privada e que vem desbancando até mesmo os planos de saúde individuais.

Isso não ocorre à toa, pois essa categoria de serviço acaba saindo bem mais em conta, chegando a ser até 50% mais barato (em certos casos) e oferecendo as mesmas vantagens que o plano de saúde individual.

Continue lendo e descubra agora como contratar um plano coletivo por adesão!

O que é um plano coletivo por adesão

O plano coletivo por adesão é um plano coletivo, ou seja, onde muitas pessoas se juntam para poder usufruírem dos benefícios fornecidos pela operadora de saúde. Atualmente existem dois modelos de planos de saúde coletivo, são eles:

– Plano de saúde coletivo empresarial;

– Plano de saúde por adesão.

O plano de saúde coletivo empresarial presta assistência média aos funcionários de uma determinada empresa contratante. Isso só é possível devido ao vínculo empregatício gerado entre o empregador e o empregado.

O plano coletivo por adesão é contratado por pessoas jurídicas de caráter profissional, classista ou então setorial – nessa definição se encaixam os conselhos profissionais, sindicatos e demais associações.

plano coletivo por adesão

Com o contrato firmado entre as partes, todos os segurados se tornam titulares e podem ter acesso aos serviços de assistência médica e demais coberturas oferecidas pelo plano de saúde que foi contratado.

Hoje, os planos coletivos, empresariais ou por adesão, compõem 80% do mercado, e sai mais barato, basicamente, por conta de dois itens: a sinistralidade não é analisada por pessoa, mas sim por carteira da operadora ou pelo conjunto de beneficiários, e estão livres do controle da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Por outro lado, como o plano coletivo por adesão não é controlado pela ANS, a operadora tem a liberdade de fazer o cancelamento unilateralmente, e sem justificativa. O ideal, portanto, é levar alguns pontos em consideração antes de assinar qualquer contrato.

É importante frisar que, de acordo com a ANS, o ingresso em um plano coletivo por adesão sem que o contratante seja membro dessa entidade, é passível de punição à operadora. Neste caso o plano será considerado individual e a operadora será punida de acordo com o Artigo 20-D da Resolução Normativa nº 124/2006.

Como saber se o convênio que você deseja contratar é seguro?

Para saber se o plano de saúde pessoa física que você deseja contratar é seguro, solicite à empresa que vende o plano de saúde o número de registro da operadora e do plano no banco de dados da ANS.

Vá ao site da ANS, e acesse a seção de informações e avaliações de operadoras, lá você poderá:

– Conferir se os dados da empresa realmente existem, de modo a evitar golpes;

– Conhecer o desempenho da operadora de planos de saúde no programa de qualificação da ANS, evitando empresas que oferecem atendimentos ruins e inadequados para, com o beneficiário;

– A posição que a operadora ocupa no ranking das empresas de planos de saúde que mais recebem reclamações dos seus consumidores, a fim de evitar futuros transtornos.

Benefícios do plano de saúde por adesão

Os benefícios de um plano coletivo por adesão são inúmeros, mas dentre os principais podemos citar:

Valores: As tarifas do plano de saúde por adesão podem ser até 50% mais baratas que as dos planos de saúde convencionais;

Período de carência: por ser composta por muitas pessoas, os períodos de carência muitas vezes são menores que os dos planos convencionais ou então nem existem;

Vencimento: O vencimento do plano por adesão possui data programada e variada, podendo ser escolhida pelo contratante entre os dias 5 e 20 de cada mês;

Reajuste: O reajuste ocorre em um mês específico, geralmente escolhido pelo contratante.

A utilização de um plano de saúde por adesão é a mesma de um plano de saúde individual/familiar. O usuário tem direito a consultas, realização de exames, internações, cirurgias e demais procedimentos oferecidos pelo plano que foi contratado.

Mas afinal, como contratar um plano de saúde por adesão?

A contratação de um plano de saúde por adesão é simples e fácil de ser feita. O futuro segurado precisa apenas estar inserido em alguma entidade profissional, como conselho da profissão, empresa, sindicato ou então qualquer outra associação profissional.

Estando inserido, basta ele tomar conhecimento sobre a existência do plano de saúde e pedir sua inserção no mesmo. Confira abaixo os passos para contratar o seu:

plano coletivo por adesão

Passo 1: Solicite o contato de um vendedor

Antes de realizar a contratação, é preciso tirar todas as dúvidas sobre o plano que deseja contratar. E para isso, é simples.

Acesse planodesaude.net.br/tabela-de-precos, preencha seus dados, peça uma cotação e aguarde o contato de um vendedor especializado. A contratação é feita de modo simples, sem burocracia e sem precisa sair de casa!

Não esqueça de perguntar ao corretor de planos, qual a documentação necessária e também de ler todo o contrato para não deixar de saber seus direitos.

Passo 2: Leia muito bem o contrato antes de assinar

Seja qual for a modalidade do seu plano de saúde, não assine nada sem ler – e entender muito bem – o que está você está assinando! Conheça tudo sobre o produto que está sendo contratado e, se não estiver entendendo alguma coisa ou não concordar, pergunte, veja se há alternativas.

No caso do plano coletivo por adesão, vale uma ressalva a mais: a orientação da ANS é que você fique atento ao estatuto do sindicato, associação ou entidade de classe à qual pertence e inteire-se sobre as regras do plano ao qual você vai aderir.

Se a associação, por exemplo, estiver fazendo a negociação através de uma administradora de benefícios, cobre da associação informações sobre cada etapa da negociação.

Passo 3: Analise as suas necessidades

Jamais faça a contratação de um plano de saúde por impulso ou pelo preço apenas, analise as suas necessidades e as de seus familiares e conheça também as demais opões de planos. Não esqueça que o importante é ter o melhor custo-benefício, e que o plano mais barato acabará saindo muito caro se ele não tiver as características necessárias para você.

Para isso, veja quais são as operadoras que trabalham na sua região, os tipos de planos que oferecem e converse com um vendedor qualificado. Eles são as pessoas mais indicadas para esclarecer qualquer dúvida e também indicar os planos que mais se encaixam no seu perfil.

Ter um plano de saúde é extremamente importante!

Se você faz parte de algum conselho profissional e/ou sindicato e não possui um plano de saúde, entre em contato com os órgãos e questione-os sobre a existência de um plano por adesão.

Caso haja um plano coletivo por adesão, não perca tempo e contrate-o mais rápido possível. Caso não, entre em contato com os superiores responsáveis e questione sobre a possibilidade de contratação de um.

Ter um plano de saúde nos dias de hoje é sinônimo de segurança e tranquilidade. Aproveite e peça uma simulação de preços sem compromisso e conheça de perto todas as opções disponíveis. Com certeza você vai encontrar o plano de saúde perfeito para você e sua família.

Recomendado para você:

Postagens mais vistas: